Como vencer a cândida naturalmente

Food Matters® * 

Tradução exclusiva para o Doce Limão: Fernando Trucco ** 

Esse texto faz parte do nosso Curso OnLine O Novo Modelo da Digestão Humana, mas devido à sua extrema utilidade pública, encontra-se também nesta categoria do Consumo Consciente.

O que é Cândida? 

Cândida é o nome abreviado, usado para descrever o crescimento de leveduras no organismo. O termo técnico é candidíase. Como seus "primos" os mofos, eles vivem ao nosso redor. A família "Candida Albicans" vive em todas as membranas mucosas, ou seja, intestinos, olhos, orelhas, bexiga, estômago, pulmões, vagina, etc

É um entre bilhões de organismos amigáveis que servem a um propósito útil no corpo. Uma de suas funções importantes é reconhecer e destruir as bactérias prejudiciais. 

No entanto, a cândida não deve crescer demais e ficar fora de controle num organismo enquanto vivo.

O descontrole acontece naturalmente, e é desejado,
mas somente deve acontecer quando o corpo morre com o fim de degradá-lo.
 

Como a Cândida nos afeta? 

Quando a Candida Albicans está sob controle não provoca nenhum problema, mas quando fica fora de controle começa a crescer demais causando inúmeros sintomas e problemas à saúde desde o topo da cabeça até à ponta dos dedos, como enxaquecas até fungos nas unhas. Isso pode resultar em sintomas internos (dor e mau funcionamento de órgãos, inclusive lesões cerebrais) e fora do corpo (eczema e urticária). Também pode causar problemas mentais envolvendo as emoções. 

Sintomas causados pelo crescimento excessivo da Cândida 

São diversas sensibilidades, alergias e intolerâncias que pioram em lugares úmidos, quentes e sufocantes ou mofados. Também em climas quentes e úmidos, ou chuvosos: 

  • Asma e febre do feno.
  • Intolerância ou alergia a perfumes, odores, fumos, odores a tecido guardados, grama, gatos, cães ou outros animais, fumo do tabaco, produtos químicos, poluição atmosférica, fungos, ácaros, poeira, pólen e outras substâncias no ar.
  • Pé de atleta.
  • Bebês - cólica, assaduras, candidíase (língua revestida, branca), coberta do berço.
  • Fácil aparecimento de hematomas.
  • Frio de mãos ou pés, baixa temperatura corporal.
  • Sintomas de resfriado: muco excessivo nos seios, nariz, garganta, brônquios e pulmões.
  • Desejos ou vícios por açúcar, pão, massas e outros carboidratos e também álcool.
  • Cistos, formação anormal de, em diferentes partes do corpo, especialmente em torno do pescoço, garganta e ovários e na bexiga ou no escroto.
  • Problemas digestivos - diarreia, constipação, distensão abdominal, inchaço ou dor, muco nas fezes, hérnia hiatal, úlceras, salmonelas, E. coli, h. pylori, etc.
  • Orelhas - zumbido nos ouvidos (tinnitus), sons no ouvido, infecções de ouvido, ressecamento, coceira, dor de ouvido, dores de ouvido, orelha descargas, líquido nos ouvidos, surdez, acúmulo anormal de cera.
  • Olhos - visão irregular, manchas na frente dos olhos, luzes ao piscar; vermelhidão, ressecamento, coceira, lacrimejamento excessivo, incapacidade de lágrimar, etc.
  • Fadiga, síndrome da fadiga crônica ou Epstein-Barr ou sentimento de esgotamento energético, letargia, sonolência.
  • Glândulas – pouca saliva (secura na boca), bloqueo das glândulas salivares, inchaço dos gânglios linfáticos.
  • Perda de cabelo, escaras sobre o couro cabeludo, caspa, coceira no couro cabeludo, feridas no couro cabeludo e secura.
  • Palpitações e batimento cardíaco irregular.
  • Dores de cabeça, enxaquecas, névoa do cérebro, tonturas, etc.
  • Hemorroidas retal e coceira, prurido, irritação e vermelhidão.
  • Hipoglicemia (açúcar no sangue) e diabetes.
  • Hipotireoidismo, síndrome de Wilson da tiroide, a doença de Hashimoto, hipertireoidismo, função tireoidiana errática, etc.
  • Irritabilidade, nervosismo, inquietude e ataques de pânico.
  • Lesões na pele e dentro do corpo.
  • Problemas associados ao homem – coceira na genitália, perda de desejo sexual, impotência, prostatite, infecções do pênis, dificuldade para urinar, alta frequência urinária ou urgência, relações sexuais dolorosas, escroto inchado, etc.
  • Problemas da saúde feminina - infertilidade, vaginite, odores incomuns, endometriose (menstruação dolorosa ou irregular), cólicas, irregularidades menstruais, síndrome pré-menstrual (TPM), relações sexuais dolorosas, perda de apetite sexual., vermelhidão ou inchaço da vulva e área circundante, prurido vaginal ou sapinhos, ardor ou vermelhidão ou infecções persistentes.
  • Infecções fúngicas com manchas claras e escuras da pele ou unhas, ou seja micose, dermatite seborreica, na pele (pitiríase versicolor), etc.
  • Dor nas articulações, rigidez ou inchaço (artrite).
  • Rim e bexiga - infecções, cistite (inflamação da bexiga com possível infecção), frequência urinária ou urgência, baixa diurese, urina fedorenta, dificuldade a urinar, dor e queimação ao urinar.
  • Falta de apetite.
  • Mente e humor - ataques de ansiedade, choro frequente, feitiços, perda de memória, sentimento espaçadas, depressão (incluindo instintos suicidas), sentimentos maníacos, incapacidade de concentração, alterações de humor, irritabilidade, etc.
  • Boca feridas ou bolhas, aftas, secura, mau hálito, um revestimento branco na língua (sapinho) e bloqueados das glândulas salivares.
  • Dores musculares e dor, dormência, queimando ou formigamento e falta de força e coordenação.
  • Congestão nasal, gotejamento pós-nasal, prurido, secura.
  • Odor dos pés, cabelo ou não aliviado por lavagem do corpo.
  • Respiratório - tosse, bronquite ou pneumonia, dor ou aperto no peito, chiado, falta de ar, asma.
  • Inflamação do seio, inchaço e infecções.
  • Pele-secura, manchas vermelhas secas, acne, espinhas, urticária, erupções cutâneas, prurido da pele, eczema, psoríase, seborreia, micose, dermatite de contato, rosácea, etc.
  • Estômago – bactérias de h. pylori (úlceras) azia, indigestão, hérnia hiatal, refluxo ácido, arrotos, vômitos, queimando, dores de estômago, dores de agulha, comida que parece sentar-se no estômago.
  • Disturbios do sono - insônia, acordar com frequência, pesadelos, sono agitado, etc.
  • Dor de garganta, voz rouca, irritação constante na garganta, laringite (perda de voz), etc. 

O que causa a Cândida ficar fora de controle? 

Um sistema imunitário saudável mantém a Cândida em equilíbrio como outros micro-organismos das mucosas, mas sob certas condições começa a crescer demais e ficar fora de controle. 

As causas da disfunção do sistema imunológico são variadas e complexas, mas os antibióticos são os maiores culpados porque eles destroem os micro-organismos benéficos do sistema digestivo. Devido a que a Cândida é resistente aos antibióticos, provoca-se o desequilíbrio nos micro-organismos permitindo-lhes o domínio. Ela começa a mudar a sua forma e a crescer em forma descontrolada; consolidando famílias numerosas chamadas colônias. 

Estas colônias excretam toxinas que circulam por todo o organismo, enfraquecendo mais ainda o sistema imunológico, criando o caos por todo o organismo. 

A Cândida produz estruturas cumpridas semelhante a raízes que penetram as paredes intestinais, deixando buracos microscópicos que permitem que toxinas, partículas de comida não digerida, bactérias e levedura entrem na corrente sanguínea. 

Esta condição é conhecida como o "Sindrome Leaky Gut", causam as alergias alimentares e muitos problemas de saúde. Estas estruturas tipo raiz, também causam danos consideráveis nas paredes do intestino resultando na má absorção de nutrientes. 

Além dos problemas de má absorção, as deficiências nutricionais também enfraquecem o sistema imunológico. O padrão das dietas de hoje carecem dos nutrientes necessários para manter um sistema imunológico saudável. Excesso de açúcar, carboidratos, óleos hidrogenados e gorduras (especialmente as trans), compostos usados para a produção de farinha branca, alimentos processados, aditivos alimentares, conservantes, pesticidas e metais pesados. 

Isto, além dos alimentos irradiados (expostos a altos níveis de radiação para estender a vida de prateleira) e cultivados em solos empobrecidos, longos períodos de estocagem e de transporte, manipulação inadequada, cozimento e o uso do microondas na maioria dos lares, acabam por esgotar os nutrientes originais. Todos esses fatores contribuem no enfraquecimento do sistema imune. 

Como fazer teste da Cândida em casa? 

Seu terapeuta holístico com certeza tem meios conclusivos para o testes da cândida, no entanto, um simples teste para fazer em casa é o seguinte: 

- A primeira coisa pela manhã, antes de colocar qualquer coisa na boca, encha um copo transparente com água engarrafada a temperatura ambiente. 

- Junte um pouco de saliva e cuspa no copo com água. Verifique a água a cada 15 minutos aproximadamente, até completar uma hora. 

Se você ver fios (filamentos) descendo para o fundo do copo desde a saliva que está flutuando no topo, partículas em suspensão na água ou névoa de saliva afundando no copo, você tem um problema de cândida. 

Programa para o controle da Cândida 

A fim de controlar o crescimento excessivo de Cândida cinco coisas precisam ser feitas simultaneamente: 

  1. Eliminar produtos que alimentem a Cândida
  2. Fortalecer seu sistema imunológico
  3. Matar o crescimento excessivo de Cândida
  4. Plantar boas bactérias no trato digestivo
  5. Gestionar a crise curativa 
  1. Eliminar alimentos que alimentam a Cândida 

O crescimento excessivo de cândida é alimentado principalmente por açúcar, carboidratos refinados e glúten. Vamos olhar cada um deles separadamente para que saiba o que evitar. 

Açúcar: Os principais alimentos que estimulam o crescimento da Cândida são açúcar e todas as formas do mesmo, tais como a lactose contida em laticínios, mel, glicose, frutose, e substitutos do açúcar, ou seja, adoçantes como aspartame ou sacarina. 

A eliminação do açúcar é a parte mais importante do Programa de controle da Cândida. Todas as frutas, exceto limões, também são muito ricos em açúcar e devem ser extremamente limitadas durante os estágios iniciais do programa, juntamente com alguns legumes que são muito ricos em açúcar, como batata doce, cenouras e beterraba. 

O açúcar também está contido na maioria dos alimentos processados tais como carnes defumadas, ketchup, cereais e iogurtes, tornando-se importante ler os rótulos cuidadosamente. A seguir damos uma lista parcial dos nomes para açúcar e adoçantes. 

Nomes dos açúcares e adoçantes: Aspartame, pó de alfarroba, amido de milho, carboidrato dextrina cristalina, glicose, dissacarídeos, galactose, glicose, levulose, maltes de qualquer tipo, maltitol, maltodextrina, maltose (açúcar de malte), manitol, mono-sacáridos, sacarose, aspartame, polidextrose, polissacarídeos, ribose, sacarina, sorgo, suamiel, succanat, xilitol. 

Sabe-se já de longa data que o açúcar é um grande depressor do sistema imunológico. Na década de 1970, Linus Pauling sabia que os glóbulos brancos necessitavam uma alta dose de Vitamina C. Foi então quando ele veio com sua teoria de que altas doses de vitamina C eram necessárias para combater o resfriado comum. Mas a Vitamina C e a Glicose têm estruturas químicas semelhantes e eles competem por entrar nas células. Se há maior quantidade de Glicose em torno da célula, menos Vitamina C entrará na célula, e curiosamente o consumo de Vitamina C ajuda a refrear as ânsias pelo açúcar. 

Estes são alguns dos efeitos negativos que o açúcar tem na saúde: 

  • Açúcar contribui para a redução na defesa contra infecção bacteriana.
  • Açúcar perturba interações minerais no organismo.
  • Açúcar interfere na absorção do cálcio e magnésio.
  • Açúcar pode interferir na absorção de proteína.
  • Açúcar pode alterar a estrutura da proteína.
  • Açúcar pode aumentar a retenção de líquidos do organismo.
  • Açúcar pode causar desequilíbrios hormonais.
  • Açúcar é uma substância viciante e pode ser intoxicante, semelhante ao álcool. 

A Cândida também se nutre de alimentos com elevados teores de carboidratos, como amidos e cereais, ou seja, pão, macarrão, pizza, cereais matinais, bolos e batatas. 

Glúten presente nos grãos: A maioria das pessoas infectadas por Cândida são intolerantes ao glúten. O glúten é uma proteína elástica e pegajosa encontrada no trigo, centeio, cevada, aveia, espelta, kamut, triticale e está escondida em uma infinita variedade de alimentos processados. 

Triticale é um novo grão híbrido com as propriedades do trigo e do centeio enquanto espelta e kamut são variantes que contêm glúten de trigo e podem causar problemas semelhantes de outras variedades de trigo. 

Os cereais que contêm glúten passaram a ser usados extensivamente no pão e em outros alimentos cozidos por causa de sua consistência "glutinosa" (glúten) ou pegajosa. Os grãos ricos em glúten são alimentos para a Cândida porque eles têm um índice glicêmico elevado como o açúcar, e devido a isso cria resistência à insulina nas células, que leva a problemas de açúcar no sangue como a hipoglicemia e a diabetes. 

As células se tornam resistentes à insulina em resposta ao efeito tóxico das altas doses de insulina causadas pela alta ingestão de açúcar e carboidratos simples. Na medida que as células se tornam resistentes a insulina, o pâncreas produz mais insulina, o que gera um ciclo vicioso. Isso esgota o pâncreas levando-o eventualmente ao colapso o que resulta em diabetes. 

O glúten é uma proteína que é difícil de digerir, interfere com a absorção de minerais e causa danos intestinais. Este dano faz com que o intestino seja incapaz de absorver nutrientes como proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais e até mesmo a água em alguns casos. Nosso suprimento de comida em grãos também contém micotoxinas (uma toxina produzida por um fungo), encontrado principalmente no milho e no trigo. As micotoxinas podem suprimir a função imune normal. Consulte a seção sobre leveduras, bolor e fungos para obter mais informações. 

  1. Fortaleça seu sistema imunológico. E, para construir aquilo que o sistema imunológico precisa: 
  • Coma os alimentos certos
  • Tome suplementos essenciais
  • Evite a levedura, mofo e fungos 

Se você consumir regularmente uma dieta errada, ou se o crescimento excessivo de levedura nunca for revertido devido ao uso prévio de drogas e antibióticos, a cura pode nunca ser alcançada. 

Comer os alimentos certos é o aspecto mais importante para controlar a Cândida e fortalecer o sistema imunológico. A dieta de controle da "Cândida" é rica em proteínas, e boas gorduras saturadas e óleos benéficos, é baixa em carboidratos e não contém açúcar, nem grãos ou alimentos processados. 

Confira na figura abaixo os alimentos que mais alcalinizam o organismo,
porque eles são os que irão te ajudar a sair do organismo em rota de morte
e ir para a ROTA DA VIDA

Todos os alimentos devem ser tão frescos e naturais quanto possível e livre de aditivos, pesticidas, metais pesados, irradiação, micotoxinas, etc. 

As carnes e as gorduras devem ser de animais orgânicos, alimentados com pastagem. Consumir óleos bons, como o coco. 

O peixe deve ser proveniente de fontes não-cultivadas e livre de mercúrio e de outros poluentes tanto como seja possível. 

Os Vegetais devem ser de fontes orgânicas certificadas e confiáveis. 

A proteína da dieta diminui a degradação de carboidratos, que diminui a necessidade da secreção de insulina pelo pâncreas. Também estimula a liberação de glucagon, o hormônio que disponibiliza nosso combustível armazenado. 

Boas gorduras e óleos – As boas gorduras e óleos são tão importantes na dieta quanto as proteínas, são essenciais para conseguir o controle sobre a Cândida. Eles não apenas aumentam a capacidade do organismo de absorver nutrientes dos alimentos ingeridos, mas também fornecem uma fonte mais eficiente de energia. Eles também fornecem os blocos de construção para as membranas celulares e uma variedade de hormônios e substâncias hormonais relacionadas. 

As gorduras boas agem como transportadores para importantes vitaminas lipossolúveis como A, D, E e K e para a conversão do caroteno em vitamina A, para a absorção de minerais e para uma série de outros processos. Os tipos de gorduras consumidas influenciam grandemente na assimilação e utilização da vitamina D. 

O Colesterol é a versão da gordura corporal, e ao contrário da crença popular, o colesterol é seu melhor amigo. 

O trabalho do colesterol é reparar e proteger, e é essencial para nutrir o cérebro e o sistema nervoso. O cérebro é 70% colesterol e pode não funcionar corretamente sem ele. Hormônios como o estrogênio e testosterona são feitos de colesterol. Sais biliares (para digestão) são feitos de colesterol. O colesterol é também um poderoso antioxidante. 

O Colesterol é uma substância vital para as células de todos os mamíferos. Não existe aquilo de colesterol bom ou ruim, na verdade, seu organismo produz colesterol três a quatro vezes mais do que você come. 

O eminente físico e cientista George Mann chamou a teoria do colesterol
"O maior engano científico deste século, e talvez de todos os séculos."
 

Ácidos graxos essenciais - existem dois tipos de ácidos graxos essenciais que devem ser obtidos com a dieta, estes são o ômega-3 e ômega 6. Eles são chamados essenciais porque nós temos que tirá-los da comida, já que nosso organismo não pode fabricá-los a partir de outras gorduras. A dieta da maioria das pessoas contêm uma quantidade excessiva de gorduras ômega 6, portanto é importante assegurar que a dieta contenha mais alimentos ricos em ômega 3 para compensar este desequilíbrio. 

Evite todas as gorduras novedosas, e óleos e gorduras hidrogenadas trans. Quem sofre de Cândida não pode prejudicar a sua saúde consumindo óleos e gorduras tóxicas e deve evitar todas as gorduras poli-insaturadas novedosas e óleos vegetais hidrogenados (margarina, óleo de canola, óleo de cártamo, etc.) genericamente chamadas de gorduras trans. 

Este tipo de gorduras e óleos não são apenas tóxicos e aumentam a necessidade de vitamina E e outros antioxidantes, mas também deprime o sistema imunológico. Todas as gorduras trans, encontradas nas margarinas e banhas, usadas na maioria dos produtos que se come na rua e alimentos processados, sempre devem ser evitados, mesmo por pessoas saudáveis. 

Todas essas gorduras e óleos são extraídas por um processo chamado hidrogenação. Este processo emprega, 1) Alta temperatura. 2) Um catalisador de metal como níquel, zinco, cobre ou outros metais reativos, além de gás hidrogênio 3). Esta é uma combinação volátil que resulta em um produto extremamente tóxico para o organismo.   

Mesmo quando refrigerados, os óleos hidrogenados permanecem líquidos e ficam rançosos com muita facilidade. Óleos vegetais nunca devem ser aquecidos ou usados para cozinhar, exceto o azeite de oliva extra virgem, que deve ser manuseado com cuidado. 

O tipo mais adequado de gordura para a saúde é a gordura saturada, apesar dos descréditos, ela desempenha vários papéis importantes na bioquímica do organismo. Mas, as gorduras saturadas têm sido desprestigiadas pela indústria de óleos e fabricantes de comidas processadas, com o único propósito de vender seus produtos. Isto também é verdade para as empresas farmacêuticas que perpetuam o mito do colesterol e as dietas baixas em gorduras para vender as drogas. 

A verdade é que as gorduras e os óleos naturais têm componentes encontrados apenas neles e promovem a boa saúde, enquanto as novas gorduras trans sabe-se que são as verdadeiras causantes de doenças. 

As gorduras saturadas saudáveis são estáveis e não se tornam rançosas facilmente, elas não usam as reservas de antioxidantes do organismo nem provocam câncer nem irritam as paredes das artérias. 

Óleo de coco – O óleo de coco é outra gordura saturada saudável que contém muitas propriedades benéficas para os sofredores de Cândida, ele tem propriedades anti-bacterianas, anti-virais e anti-fúngicas. Também destrói o crescimento da levedura. 

O óleo de coco suporta a função do sistema imunológico, fornece nutrientes importantes necessários para uma boa saúde e melhora a digestão e a absorção de nutrientes. 

A gordura do óleo de coco é facilmente digerida e absorvida, ao contrário das gorduras trans que agem como plástico no organismo. Não estressa excessivamente o sistema digestivo e proporciona uma fonte rápida de energia necessária para promover a cura. O óleo de coco é absorvido do intestino para a veia porta e enviado direto para o fígado, enquanto outras gorduras exigem enzimas pancreáticas para quebrá-las em unidades menores. 

Procure o óleo de coco não refinado, devido a que a maioria dos óleos de coco comerciais são refinados e recebem tratamento de branqueamento e desodorização. É altamente resistente à deterioração e tem uma vida útil longa (até 2 anos em temperatura ambiente). 

O óleo de coco tem um alto ponto de combustão e é um óleo perfeito para cozinhar. Óleo de coco pode ser tomado em colher de sopa junto com as refeições para ajudar à digestão. Uma boa dose terapêutica é de 1 a 2 colheres de sopa com refeições que contenham gordura. 

Óleo de peixe – O peixe, ao contrário dos mamíferos, aves e répteis, não respondem à luz solar e dependem da vitamina D encontrada no fitoplâncton e em outros peixes. Eles devem se alimentar de fitoplâncton e outros peixes para obter e armazenar a importante vitamina D em sua gordura, carne, pele e órgãos. Infelizmente, comer peixe fresco, seja de oceanos, lagos, riachos ou de fazendas, não é recomendável por causa de seus níveis perigosamente altos de mercúrio. Tente fontes de peixes capturados e selvagens quando for possível. 

Carboidratos – O Baixo consumo de carboidrato é um aspecto importante na dieta para o controle da Cândida devido a que alimentos ricos em carboidratos servem de alimento para a Cândida. Alimentos ricos em carboidratos são todos aqueles alimentos que não são proteína nem gordura, incluindo todos os legumes, grãos e frutas. 

Devem ser eliminados da dieta os grãos e a maioria das frutas, exceto limões, para o controle da Cândida, isso deixa uma grande variedade de vegetais que são saudáveis para o consumo. Os legumes com os mais baixos índices de carboidratos são o feijão verde, brócolis, couve-flor, repolho, nabos, espinafre, aspargos, aipo, pimentos, couve, mostarda e repolho chinês. 

Alguns vegetais também inibem o crescimento de Cândida como alho cru, cebola, rabanete, repolho, brócolis, nabo e couve. 

Evite soja e alimentos à base de soja – A soja contém grandes quantidades de toxinas naturais ou "antinutrientes," incluindo  enzimas inibidoras que bloqueiam a ação de enzimas necessárias para a digestão de proteínas. Estes inibidores não são completamente desativados durante o cozimento normal e podem produzir graves problemas gástricos, redução na digestão das proteínas, deficiência crônica na captação de aminoácidos (proteínas). Em animais de teste, as dietas ricas em inibidores de enzima causam aumento e condições patológicas do pâncreas, mau funcionamento da tireoide e outras doenças, incluindo o câncer. A soja também contém hemaglutinina, uma substância promotora de coágulos que faz com que os glóbulos vermelhos se aglomerem. 

A soja também contém uma das maiores percentagens de pesticidas que qualquer um dos nossos alimentos e é 99% geneticamente modificada. A soja também é rica em ácido fítico, presente no farelo ou cascas de todas as sementes, que bloqueia a absorção no trato intestinal de minerais essenciais, especialmente cálcio, magnésio, cobre, ferro e zinco. As pessoas que sofrem de Cândida devem evitar a soja e todos os produtos da soja.  

Sal e especiarias – O sal é uma parte muito importante numa dieta equilibrada, juntamente com outras especiarias benéficas. Ela desempenha um papel importante nos processos de digestão e de absorção primários. O sal ativa a primeira enzima na boca, a amilase salivar, e o cloreto de sódio (sal) é usado para fazer o ácido clorídrico, uma secreção necessária para a digestão. Também é importante para manter o equilíbrio adequado de Sódio e Potássio

O sal também tem tido uma má reputação da mesma forma que acontece como a conspiração contra a gordura saturada. Não obstante, a maioria do sal consumido hoje não é bom para a saúde porque é altamente processado e é carregado com metais pesados e outras substâncias nocivas. 

O melhor sal para consumir é o sal de mar, cristalizado do oceano em forma artesanal, não processado nem refinado. Certificado contendo um equilíbrio natural de minerais. Um deles é o Celtic Sea Salt que contém mais de 80 minerais e é muito parecido com a composição química de nosso próprio sangue. O consumo deste sal é a melhor maneira de obter minerais traço. Uma bebida excelente de eletrólitos consiste simplesmente em dissolver cerca de 1/4 colher de chá (~1,65 gr) de Celtic Sea Salt em 180 ml de água pura.

Pitaco Conceição Trucom: Traduzindo para o português, o melhor sal aqui no Brasil é o Sal Integral (Sal de Córrego ou Artesanal) produzido por pequenas salinas localizadas na Costa do Sal/RN. Saiba mais lendo meu novo filhote SAL DA VIDA - selo Doce Limão - ou participando do nosso novo Curso OnLine SAL DA VIDA

Tomar suplementos essenciais 

As pessoas que sofrem de Cândida precisam re-construir o seu sistema imune, completando com certas vitaminas e minerais essenciais, livres de levedura e açúcar, incluindo: 

  • Chlorella é um alimento integral que contém uma grande variedade de vitaminas, minerais e enzimas. Ajuda a construir o sistema imunológico, desintoxica de metais pesados e outros pesticidas presentes no organimso, melhora o sistema digestivo, melhora os níveis de energia e normaliza o açúcar no sangue e a pressão arterial. Tomar duas cápsulas três vezes ao dia.
  • Vitaminas do complexo B (não-levedura): 50 mg duas vezes por dia.
  • Vitamina C com bioflavonoides: 1.000 mg duas vezes por dia.
  • Vitamina D (com vitamina A) - Tomar 1 colher de chá por cada 20 Kg de peso por dia óleo de fígado de bacalhau de alta qualidade ou óleo de peixe.
  • Vitamina E, contendo alfa-tocoferol natural, (dl-alfa-tocoferol é sintético), que não seja de soja: 400 UI duas vezes por dia.
  • Citrato de Cálcio/Magnésio, contendo 800 a 1.200 mg de Cálcio e igual quantidade de Magnésio. 
  1. Exterminar o crescimento excessivo de Cândida 

Há muitos agentes anti-fúngicos que matam o crescimento excessivo de Cândida, incluindo o alho cru, vinagre de maçã, extrato de folha de Oliveira e Ipê. 

Alho - O alho contém um grande quantidade de enxofre em compostos que exibem potentes propriedades anti-fúngicas de amplo espectro. Entre os mais estudados são a alicina, Aliina, alliinase e S-Allycysteine. 

O Alho fresco é significativamente mais potente contra Candida albicans do que qualquer outra forma, incluindo comprimidos, pílulas e óleos. O alho fresco é também uma alternativa adequada às drogas para candidíase sistêmica grave em pacientes com imunossupressão grave. Adicionando alho fresco na comida (crua e triturada), ou esmagando e engolindo o dente cru, é um poderoso e barato tratamento anti-fungos. O alho também estimula o sistema imunológico, melhora a circulação, reduz a pressão do sangue elevada, mata parasitas intestinais e é um poderoso antioxidante e antibiótico, além de ter muitos outros benefícios para a saúde. 

Para obter o máximo benefício comprar alho certificado orgânico e esmague-o, para quebrar as paredes celulares, liberando as propriedades benéficas do alho. Para exterminar a Cândida, tome 4-5 dentes de tamanho médio por dia, misturado nos alimentos ou refeições. Outra alternativa é beber 3-4 xícaras de chá de alho por dia. 

Vinagre bruto de maçã.  A cidra de maçã (vinagre de maçã crua) e a Cândida não se dão bem. Tome uma colher de sopa de vinagre de maçã e misture com um copo de água e beba antes das refeições. O vinagre de maçã ajuda a lutar contra o crescimento de levedura intestinal matando na realidade o fermento, criando uma reação destrutora. O vinagre de maçã não filtrado cru cria um ambiente hostil para o fermento ao mesmo tempo que ajuda a criar um bom ambiente para a flora intestinal amigável. 

Extrato de folha de Oliva. O extrato de folha de oliva pode matar o fungo invasor ao invés de apenas inibir seu crescimento. Ele contém um composto fenólico chamado oleuropein, que tem propriedades antivirais, antifúngicas, antiprotozoárias e antibacterianas. Tome conforme indicado no rótulo do produto. 

Pau d'arco - Pau d'arco (Ipê) é a casca de uma árvore da floresta que é inerentemente anti-fúngica (também conhecido como chá de Taheebo ou Lepacho). Pau d'arco pode ser tomado em uma cápsula ou como chá. Tomar cápsulas conforme indicado no rótulo do produto ou beber 3 xícaras de chá por dia. 

  1. Plante boas bactérias no trato digestivo 

Como o crescimento de levedura está sendo morto por agentes anti-fúngicos é importante ingerir uma fonte constante de probióticos. Estas são bactérias “amigáveis” ou micro-organismos que vivem no aparelho digestivo. 

Na medida que as colônias de levedura são reduzidas, o espaço fica disponível para colonizar outras bactérias saudáveis. As bactérias mais numerosas encontradas no intestino são espécies de Lactobacilos. No cólon, a maioria são principalmente Bifidobacteria. 

A maneira mais fácil e menos dispendiosa de plantar as bactérias saudáveis no trato digestivo é tomar Rejuvelacs, especialmente o de repolho

Mas os suplementos probióticos também podem plantar bactérias boas no trato digestivo. Infelizmente, não é tão simples quanto apenas comprar o primeiro suplemento probiótico e supor que ele vai fazer o trabalho. 

Os melhores suplementos probióticos contêm cepas específicas de bactérias que foram estudadas e verificadas como eficazes, e eles devem estar identificados no rótulo da embalagem com uma série de letras ou números após o nome da bactéria para indicar a variedade específica. Algumas das variedades mais estudadas incluem Lactobacillus acidophilus DDS-1 e Lactobacillus GG

Em quantidade os suplementos probióticos devem ser de pelo menos 500 bilhões de organismos por grama, contidos em garrafas escuras para evitar a deterioração por calor e luz e mantido refrigerados, mesmo na loja. Tome de acordo com as instruções incluídas no rótulo da garrafa. 

Iogurte - geralmente iogurte ou kefir seriam boas fontes de probióticos, no entanto, muitos sofredores de Cândida são intolerantes ao teor de lactose (açúcar do leite). Eles não são recomendados como uma boa fonte de probióticos para esta terapia, mas iogurte de boa qualidade livre de açúcar, ou então um Kefir feito com água seria ideal para incluir na dieta, depois que a Cândida esteja novamente em equilíbrio. 

  1. Tratamento dos sintomas e procedimento da “crise de cura” 

A “crise de cura” é provocada quando o organismo fica superlotado com resíduos e toxinas. Células e tecidos começam a jogar fora o lixo transferindo-os da corrente sanguínea para vários órgãos de eliminação, incluindo o intestino, rins, pulmões, pele, passagens nasais, ouvidos, garganta e órgãos genitais. Estes órgãos, por sua vez, ficam congestionados e irritados, produzindo sintomas como resfriados, furúnculos, infecções nos rins e bexiga, dores de cabeça, feridas expostas, diarreia e febre. 

Estes sintomas de eliminação são causados pela alta quantidade de leveduras em processo de extermínio as que liberam um elevado número toxinas no sistema. Em termos médicos, isso é chamado de Reação de Herxheimer ou fenômeno da mortandade do fermento. Os sintomas do processo do extermínio (Die-off) assemelham-se a gripe e podem ser muito desconfortáveis e podem ser aliviados da seguinte maneira: 

Tomar 1.000 mg de vitamina C (de preferência em forma de pó em água pura) várias vezes ao dia ou sempre que sentir vontade. 

Tomar um banho de sais de Epsom também elimina as toxinas através da pele e ajuda a minimizar os efeitos do processo (adicionar duas xícaras, ou 500 gramas de sais de Epsom na água quente do banho). 

O aspecto mais importante da crise de cura é nunca ir a extremos em fazer alterações em sua dieta ou estilo de vida. 

É importante introduzir as mudanças gradualmente, uma de cada vez, permitindo que o organismo se adapte às mudanças, e tenha tempo de se ajustar. 

As chaves para superar com êxito a Cândida são: 

1) Não abandonar o programa de controle de Cândida no meio do processo.

2) Seja paciente e,

3) Seja persistente. 

Você vai sarar.

Eu fiquei no programa de controle de Cândida por 2,5 anos e desfruto de boa saúde desde então. 

Você já fez o teste para ver se você tem um crescimento excessivo de Cândida? 

(*) Food Matters ® - How to overcame Candida Naturally

(**) Fernando Trucco, Professional Translations. Reprodução permitida, desde que citada a fonte e o tradutor.

Leia também: O Sal é essencial para a hidratação do organismo no verão

Clique na imagem - ou AQUI -  para adquirir o livro SAL DA VIDA
ou o nosso fito-sal de Mossoró/RN 


 

Lojas Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossas lojas parceiras. Clique e adquira já.

 


* Conceição Trucom
 é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida.

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br


Vamos ser amigos?

Inscreva-se para receber gratuitamente o Boletim Doce Limão e ainda leve de brinde a Apostila de Meditação, em formato PDF.

Se além disso você também deseja ter acesso a todos os nossos cursos online e conteúdos exclusivos, seja um Assinante Doce Limão. Clique aqui!

Siga-nos no Facebook

Clique aqui para conferir todos os eventos.

Comentários e perguntas

 Caro leitor,

Ficou com alguma dúvida sobre este artigo? A área de comentários e perguntas é exclusiva para assinantes Doce Limão. Por apenas R$ 15 mensais, você terá acesso a todo conteúdo exclusivo, como palestras, cursos online e muito mais, além de poder enviar perguntas, que serão respondidas pela Conceição Trucom e equipe.

 

Saiba mais e assine