Déficit de Atenção: que rumo tomar?

Carin Primavesi

São crianças, adolescentes e adultos que não conseguem fixar a atenção em uma atividade por mais do que alguns minutos:  sobem em móveis, falam compulsivamente, vivem perdendo o material escolar, não suportam bem as frustrações. Qualquer sinal de conduta fora do normal vem o diagnóstico: déficit de atenção ou hiperatividade ou ambos. Como ajudá-los? Qual seria a causa para esses sintomas?

Várias podem ser as origens dos problemas comportamentais. Uma agitação e impulsividade, um déficit de atenção, dispersão, falta de memorização e hipoatividade podem ser  consequências de atitudes psicopedagógicas falhas (vínculos afetivos, estresse, disciplina, autonomia, superproteção, permissividade, mimar) e hábitos não oportunos (diversificação de estímulos, cuidados com o sono, praticar exercício físico, eletrônicos em excesso ), quando não houver disfunção bioquímica. Também pode ser associado à uma deficiência de um cérebro não nutrido adequadamente (excesso de açúcares, deficiências de minerais, vitaminais e gorduras ômega-3, intoxicações por metais tóxicos, agrotóxicos e aditivos dos industrializados), no caso de uma disfunção bioquímica.

O fato de as escolas estarem alfabetizando cada vez mais cedo sem as crianças estarem preparadas, elas têm dificuldade de ficar sentadas e se concentrar por mais de 30 minutos. Também é da natureza humana se mexer, a motricidade reorganiza o cérebro constantemente e promove a neurogênese. Habitando espaços onde isso não se permite, ou o fato de ficar muito tempo estático em frente a eletrônicos, faz o aluno procurar se movimentar em algum momento... e o educador entende como indisciplina.

Pesquisas mostram diferenças significativas na estrutura e funcionamento do cérebro de pessoas com TDAH. Tanto a formação anatômica normal como o funcionamento adequado dos processos funcionais, bioquímicos, elétricos e metabólicos de um organismo vivo, dependem dos nutrientes que ele recebeu, advindos da alimentação, provenientes de um solo sadio.  Uma alimentação constituída de:

  • Processados com muitos aditivos, envenenada por agrotóxicos,
  • Deficiente em minerais e vitaminas,
  • Excesso de carboidratos e gorduras trans...

Destroem a mielina do neurônio, dificultam a promoção do impulso nervoso e a formação de neurotransmissores.

Destroem a microbiota saudável do intestino, que é o nosso segundo cérebro, onde normalmente seriam produzidos mais de 40 neuropeptídios e 90% da serotonina, hormônio da alegria e bem-estar, e 50% da dopamina, hormônio que faz focar, o qual falta nas pessoas com déficit de atenção e hiperatividade.

Devido a segregação dos professores e dos colegas, esses alunos se acham incapazes e têm baixa auto-estima e problemas sociais.

O TDAH é frequentemente apresentado como um problema de aprendizagem. Porém, sabe-se que a maioria desses alunos são capazes de aprender e podemos sim ajudá-los a ter um bom olhar para si mesmos. A recuperar sua auto-estima: o sentimento mais valioso para impulsionar toda a sua vida.

Sabemos que a genética tem uma influência de 20%, e o restante é resultado da epigenética, isto é, do meio em que se está inserido. Se fizer exatamente o que os genitores e antepassados faziam, essa genética se manifesta. Com atitudes diferentes, ela pode não se manifestar.

Nesses mais de trinta anos de educadora, sento com os pais dos pacientes e estudamos a dinâmica familiar e sua alimentação. E buscamos descobrir quais fatores podem estar influenciando. Mudando certos hábitos, atitudes e a alimentação TODOS ficam bons.

Não desejo descartar que alguma criança, adolescente ou adulto precise tomar uma medicação química. Mas, antes é preciso implementar os métodos neuro-psicopedagógicos e a influência vital da nutrição funcional. Por exemplo: após uma desvermifugação, em três semanas já começam a ficar mais concentrados. É rápido.

O psiquiatra ortomolecular Juarez Nunes Callegaro, em seu livro "Mente Criativa, a aventura de um cérebro bem nutrido", escreve: Seria a ritalina a solução para as Doenças do Distúrbios de Atenção?

Não acredito. Minha orientação é fornecer alimentos que contenham ômega3, que falta no organismo do portador de TDAH. As causas incluem carências e bloqueios de minerais e vitaminas, essenciais como ponto de partida da bola de neve carencial e toxicológica. A ritalina mascara essas carências, porque trata os sintomas e não trata as causas...

Isso explica uma estatística que comprovou tendência à drogatização nos jovens adultos que tomaram ritalina na infância, mascarando o problema em vez de corrigi-lo.

Convido você a entender como funciona nosso organismo, entender as causas dos sintomas e a refletir quanto às atitudes a tomar.

Amo todos vocês!


Assine o Doce Limão

Você gosta do nosso conteúdo? Seja um embaixador do Doce Limão e contribua para que ele continue sendo produzido! Além disso, você tem acesso a todo conteúdo de assinante: 11 cursos online (incluindo o Cosmética Natural), palestras, vídeos, receitas, e-books, suporte e muito, muito mais.
1
mês
Assinatura mensal
R$ 20,00 /mês
Cobrança automática no cartão
Assinar
6
meses
Assinatura semestral
R$ 120,00
R$ 110,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar
12
meses
Assinatura anual
R$ 240,00
R$ 200,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar

 

Loja Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossa loja. Clique e adquira já.


* Conceição Trucom
 é química, pesquisadora, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida. Possui 10 livros publicados, entre eles O Poder de Cura do Limão (Editora Alaúde), com meio milhão de cópias vendidas, Mente e Cérebro Poderosos (Pensamento-Cultrix) e Alimentação Desintoxicante (Editora Alaúde).

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br

Vamos ser amigos?

Inscreva-se para receber gratuitamente o Boletim Doce Limão e ainda leve de brinde a Apostila de Meditação, em formato PDF.

Se além disso você também deseja ter acesso a todos os nossos cursos online e conteúdos exclusivos, seja um Assinante Doce Limão. Clique aqui!

Siga-nos no Facebook

Clique aqui para conferir todos os eventos.

Comentários e perguntas

 Caro leitor,

Ficou com alguma dúvida sobre este artigo? A área de comentários e perguntas é exclusiva para assinantes Doce Limão. Por apenas R$ 20 mensais, você terá acesso a todo conteúdo exclusivo, como palestras, cursos online e muito mais, além de poder enviar perguntas, que serão respondidas pela Conceição Trucom e equipe.

 

Saiba mais e assine