Simplificando a vida

Simplificando a vida

Por Conceição Trucom (*)

Ahhhh Simplificar a vida!!

Esta proposta me fascina, me faz sonhar, voar. Como seria bom...

Seria... Este tempo do verbo induz pensar que Simplificar a Vida é uma utopia, algo distaaaaaaante.

Mas não está distante não. Está difícil, mas não impossível ou distante.

O que é preciso, para chegarmos mais próximo deste Simples ficar? Simples Ser?

Colocar atenção e conhecer onde estamos automatizados. Iluminar as nossas sombras que insistem em inverter os valores internos, exigindo formas e resultados que jamais serão compatíveis com a felicidade verdadeira. Segundo Baruch de Espinosa, filósofo contenporâneo que criou a filosofia da liberdade, viver aquela alegria que nos coloca no poder do pensar feliz, pacífico, sem culpas ou liberto.

Simplificar é isto: aumentar a consciência de quem verdadeiramente somos para então fortalecer o movimento na direção do conhecer: a mente, o coração, os vôos. Simplificar é tomar decisões, fazer escolhas simplesmente alinhadas com o nosso interno, nosso coração: aceitando-se, apesar de cada dia maior e melhor. Sem competições, em paz consigo.

Condicionamentos e modelos são sinônimos de sofrimento. Dentro dos condicionamentos não podemos Ser um indivíduo, mas uma peça "conveniente" para a sociedade. E, quando não temos espaço para Ser um indivíduo, torna-se inevitável o sofrimento. A mente sofre, a alma sofre, o espírito também.

Consciência é sinônimo de conhecer, enxergar a luz. Daquela felicidade que vem sem motivo ou razão, vem lá de dentro. Vem da nossa parte que é essencial, simples. A consciência traz a necessidade de vivenciar o "Agora", o único tempo real, alinhado com o verdadeiro Eu. Sentindo o peito, sentindo o coração pulsar, expandir, alçar vôos.

Conceição Trucom (*)

Quando pensamos muito não estamos sentindo. Estamos no passado ou no futuro, na ilusão, nas imagens, no sofrimento. O único momento que temos para sentir (gratidão, leveza, amor) é quando conscientes da qualidade do nosso "Agora". No passado ou no futuro não sentimos ou amamos, somente sofremos.

Como sair dos condicionamentos, do passado ou da ansiedade (medo do futuro)?

Meditando. Buscando estar presente e observando o farfalhar da mente, dos pensamentos e sofrimentos. Buscando viver e sentir somente o "Agora". Tirar de foco o passado e futuro, focar todas as percepções do presente. Observe seus pensamentos e o tanto de sofrimento que existe neles. Não se identifique com este sofrimento, apenas observe-o. Sinta-o no coração. Não o julgue, não o critique, apenas observe e perceba que cada pensamento/sofrimento vem de modelos e condicionamentos que você comprou algum dia. Tudo falso. Não é você.

A todo momento: sentir significa estar no seu corpo. Observe, sinta, perceba seu andar, sua expressão facial, sua respiração, seus odores, seu ar. Não é poesia não. Fico observando as pessoas caminhando na rua: ah! se estivessem sendo filmadas! Andar acelerado, tronco projetado para a frente num desequilíbrio impressionante, faces amargas, raivosas, fechadas. Desarrumadas, desajeitadas. Para quem está observando fica entre o hilário e o trágico.

Um outro recurso que recomendo para lembrar de sair dos condicionamentos, ou seja, da cegueira da visão, é despertar através de um ícone, um despertador. Algo que nos desperte, como um Pac Man no espelho do banheiro ou do carro, na capa da agenda. Uma seleção de músicas "paulada na moleira", que te lembrem do bom humor e alegria de viver. Curto as músicas dos Tribalistas e aquela "Eu me amo" do Ultraje a rigor. Tenha uma fita (ou CD) no carro, outra no trabalho e uma terceira em casa. Enfim, seus ícones, seus despertadores.

Atenção para o absurdo nível de exigência que colocamos em nossa vida. Nos achando Deuses, colocamos metas (carregadas de modelos e condicionamentos), super expectativas e queremos que absolutamente tudo dê certo. Nossa mente exige que as peças criadas pelos modelos se encaixem perfeitamente. Mas as peças são falsas, como exigir perfeição em algo falso?

Leia também: Brincadeiras e Cura

A arte de estar no presente


 

Lojas Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossas lojas parceiras. Clique e adquira já.

 


* Conceição Trucom
 é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida.

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br

Vamos ser amigos?

Inscreva-se para receber gratuitamente o Boletim Doce Limão e ainda leve de brinde a Apostila de Meditação, em formato PDF.

Se além disso você também deseja ter acesso a todos os nossos cursos online e conteúdos exclusivos, seja um Assinante Doce Limão. Clique aqui!

Siga-nos no Facebook

Clique aqui para conferir todos os eventos.

Comentários e perguntas

 Caro leitor,

Ficou com alguma dúvida sobre este artigo? A área de comentários e perguntas é exclusiva para assinantes Doce Limão. Por apenas R$ 20 mensais, você terá acesso a todo conteúdo exclusivo, como palestras, cursos online e muito mais, além de poder enviar perguntas, que serão respondidas pela Conceição Trucom e equipe.

 

Saiba mais e assine