Dietas ricas em gordura afetam cérebro e não apenas a aparência física

Science Daily & Universidade de Yale *
Tradução especial para Doce Limão por Fernando Trucco **

Muita pesquisa tem sido realizada para descobrir como uma dieta não saudável se correlaciona com a obesidade... Mas não tem sido examinado como a dieta pode provocar mudanças neurológicas no cérebro.

Um estudo recente da Universidade de Yale descobriu que dietas ricas em gordura contribuem para irregularidades na região hipotálamo do cérebro, que regula a homeostase e o metabolismo do peso corporal.

Liderado por Sabrina Diano, professora de Fisiologia Celular e Molecular da família Richard Sackler e professora de neurociência e medicina comparada, o estudo avaliou como o consumo de uma dieta rica em gorduras - especificamente dietas que incluem grandes quantidades de gorduras e carboidratos - estimula inflamação hipotalâmica, uma resposta fisiológica à obesidade e desnutrição.

Os pesquisadores reafirmaram que a inflamação ocorre no hipotálamo imediatamente três dias após o consumo de uma dieta rica em gordura, mesmo antes que o organismo comece a apresentar sinais de obesidade.

"Ficamos intrigados com o fato de que essas são mudanças muito rápidas que ocorrem antes mesmo da mudança do peso corporal; queríamos entender o mecanismo celular subjacente", disse Diano, que também é membro do Programa da Universidade de Yale em Sinalização Celular Integrativa e Neurobiologia do Metabolismo.

Os pesquisadores observaram inflamação hipotalâmica em animais com dieta hiperlipídica e descobriram que mudanças na estrutura física estavam ocorrendo entre as células micróglias dos animais. Essas células agem como a primeira linha de defesa no sistema nervoso central que regula a inflamação.

O laboratório de Diano descobriu que a ativação da micróglia se devia a alterações em suas mitocôndrias, organelas que ajudam nosso corpo a extrair energia dos alimentos que consumimos. As mitocôndrias resultaram substancialmente menores nos animais com uma dieta rica em gordura. A mudança de tamanho da mitocôndria ocorreu devido à proteína Uncoupling Protein 2 (UCP2), que regula a utilização de energia da mitocôndria, afetando o controle do hipotálamo sobre a homeostase energética e glicêmica do hipotálamo.

A ativação da micróglia mediada por UCP2 afetou os neurônios no cérebro que,
ao receber um sinal inflamatório devido à dieta hiperlipídica,
estimularam os animais do grupo da dieta hiperlipídica a comer mais e ficar obesos.

No entanto, quando esse mecanismo foi bloqueado pela remoção da proteína UCP2 da micróglia, os animais expostos a uma dieta rica em gorduras comeram menos e foram resistentes ao ganho de peso.

O estudo não apenas ilustra como as dietas ricas em gordura nos afetam fisicamente,
mas também mostra como uma dieta não saudável
pode alterar neurologicamente a ingestão de alimentos.

"Existem mecanismos cerebrais específicos que são ativados quando nos expomos a tipos específicos de alimentos. Esse é um mecanismo que pode ser importante do ponto de vista evolutivo. No entanto, quando alimentos ricos em gordura e carboidratos estão constantemente disponíveis, isso é prejudicial".

O objetivo de prazo de Diano é entender os mecanismos fisiológicos que regulam a quantidade de alimentos que consumimos. As pesquisas continuam para tentar determinar como a micróglia ativada pode afetar várias doenças no cérebro, incluindo a doença de Alzheimer, um distúrbio neurológico associado a alterações nas células micróglias do cérebro e que tem sido demostrado que tem maior incidência em indivíduos obesos.

Pitaco Conceição Trucom: obviamente que insistir em más fontes de gorduras - como as de origem animal super saturadas, e aquelas refinadas e super processadas - não pode mesmo dar em uma saúde plural, seja ela física, emocional, cerebral ou emocional. Contudo, alerto para o aprendizado e prática de boas fontes de gordura, que além de excelentes, precisam ser consumidas de forma balanceada e com técnicas de preparo o mais integral possível... Como é o caso da Alimentação Crua e Viva, da Alimentação Desintoxicante e Regenerativa.

Saiba mais sobre nosso encontro de

IMERSÃO na Alimentação Regenerativa

AQUI

De 13 a 17 de novembro 2019 em Matutu/MG

(*) Fonte: Science Daily & Universidade de Yale - 09 de setembro de 2019

(**) Fernando Trucco - Tradução especial para Doce Limão: Professional TranslationsReprodução permitida desde que citadas as referências da fonte e do tradutor.

Vamos ser amigos?

Inscreva-se para receber gratuitamente o Boletim Doce Limão e ainda leve de brinde a Apostila de Meditação, em formato PDF.

Se além disso você também deseja ter acesso a todos os nossos cursos online e conteúdos exclusivos, seja um Assinante Doce Limão. Clique aqui!

Siga-nos no Facebook

Clique aqui para conferir todos os eventos.

Comentários e perguntas

 Caro leitor,

Ficou com alguma dúvida sobre este artigo? A área de comentários e perguntas é exclusiva para assinantes Doce Limão. Por apenas R$ 20 mensais, você terá acesso a todo conteúdo exclusivo, como palestras, cursos online e muito mais, além de poder enviar perguntas, que serão respondidas pela Conceição Trucom e equipe.

 

Saiba mais e assine