Semente de Chia?

Semente de Chia?

Conceição Trucom *

A semente de chia está sendo anunciada como uma das sementes mais poderosas já estudadas. Mas, você conhece a semente mais poderosa de todas? Na verdade não existe qualquer alimento que, isoladamente, seja o mais poderoso do mundo.

Então, por que ela está sendo alardeada como tão poderosa?

Minha intuição e experiência de vida, sinalizam que está chegando mais uma ‘boa isca’ da indústria sensacionalista da saúde comprada, dos milagres em cápsulas... Misturam verdades com super valorizações e lá vai você pagar qualquer preço para acessar o que prometem sensacionalisticamente!

Na verdade a chia é uma semente muito interessante, com propriedades especiais, muito semelhantes às da linhaça, principalmente nos quesitos teor de ômega 3, teor de fibras mucilaginosas e rápida resposta de germinação.

Mas, imploro, leia este texto antes de sair comprando o que gritam as propagandas...

Daniel Francisco de Assis, crudivorista e autor do livro Suco Vivo (editora Alaúde), escreveu: 

Recordo quando a semente de linhaça dourada chegou no Brasil há uns 10 anos. Estava começando na prática da Alimentação Crua e Viva e fui comprar sementes para germinar.

Um vendedor de uma das lojas mais tradicionais de sementes do Rio de Janeiro me abordou e perguntou: Você conhece a semente que cura todos os tipos de câncer?

Esta é a SUPER SEMENTE, disse o vendedor: linhaça dourada, importada do Canadá (maior produtor mundial) e custa R$75,00/Kg.

Respondi: me vê 100 g para experimentar.

Dez anos depois, na zona cerealista de São Paulo (Brás) temos:

- Linhaça dourada: R$4,00/Kg. Produção nacional fazem 3 anos.

- Linhaça marrom: R$3,00/kg. Sempre foi oferta de produção nacional.

Sendo que a linhaça marrom, produção nacional, tradicional e secular (nas serras gaúchas), disponível mesmo antes do boom da linhaça dourada importada, era 100% depreciada. As importadoras e distribuidoras da linhaça dourada afirmavam absurdos contra a linhaça marrom, para justificar os preços abusivos da dourada...

Bem, graças ao meu livro A importância da Linhaça na saúde e este site, temos conseguido desarmar estas 'ciladas', via terrorismo e desinformação dos consumidores, dos interesses econômicos .

Já vi este filme

Bem, vejo tudo se repetindo com a CHIA. Logicamente que não vai colar tão fácil, porque muitas lições já foram aprendidas com a linhaça, como:

1- As farinhas de sementes: um absurdo porque todo alimento industrializado, refinado ou moído deixou de ser vivo, funcional ou terapêutico. No mínimo está oxidado...

2- A depreciação das produções locais: alimento local é adaptado, ecosustentável, mais barato e acessível a todos. 

3- Estão novamente depreciando a linhaça (marrom e dourada), alardeando problemas no consumo das mesmas, que NÃO EXISTEM se, como tudo na vida, usadas com bom senso e conciência. Incluso a chia...

Sei que existem pequenas produções locais  de semente de chia - no sul do Brasil, no cerrado -, mas que não atendem à esta demanda de marketing agressivo que está sendo feita. Portanto, a chia que vem sendo comercializada atualmente é quase toda importada do México e, entramos nas desvantagens citadas acima (2).

Em São Paulo encontramos semente de chia por R$30,00/kg a granel ou R$20,00/kg no atacado. De qualquer forma trata-se de produto inferior e preço abusivo. Mas já começo a encontrar a semente nacional que certamente germina em poucos minutos, diferente da importada, que muitas vezes não germina por ter sido 'radiada' para aumentar sua validade...

Conclusão

Voltamos ao de sempre: consumidor tri lesado. Mas, quanto mais desinformado, mais vítima será. Quanto mais iludido, acreditando em milagres, que as novidades mais caras são a solução para acertar dificuldades de saúde e maus hábitos alimentares e de vida, tri vítima será. No bolso, na saúde e no tempo perdido com o que não é essencial.

Portanto, ser vítima faz parte do livre arbítrio.

Sugestão

Seguir consumindo nossas sementes de produção nacional, biodiversamente, entre elas a linhaça marrom ou dourada nacionais, que têm propriedades especiais e muito parecidas com a da semente de chia.

Vamos aguardar que esta especulação perca a força e, que aumente a produção nacional de chia. Aí sim, será super saudável praticar o consumo de MAIS ESTA SEMENTE na alimentação de nosso dia-a-dia.  

O Globo Repórter é um programa televisivo que tem sua utilidade SE SOUBERMOS FILTRAR. Muitas das matérias que eles apresentam são pagas... E, atenção redobrada quando é uma novidade no mercado. Não se trata de reclamar, pois não temos como evitar: vivemos num mundo da ilusão (maia).

A Chia é mesmo poderosa?

Sim, seu teor de ômega 3, um poderoso antiinflamatório, já a qualifica como superalimento. Este nutriente foi banido drasticamente da alimentação moderna. Resultado: achamos normal estar doente a partir dos 30, usar óculos depois dos 40, ter câncer, diabetes e ficar senil aos 60.

A semente de CHIA, assim como a de linhaça e a de cânhamo (ainda não chegou no Brasil) são valorizadas porque são alimentos que apresentam mais ômega 3 do que ômega 6 em sua composição lipídica.

E, fazer uso destas sementes, cruas e germinadas, irá aumentar o consumo de ômega 3, portanto reduzir (modular) o excessivo consumo de ômega 6 da alimentação moderna. Assim, acessamos uma chave importante na conquista do equilíbrio hormonal, fundamental para a saúde plena (ecomedicina).

Todos os outros alimentos (mesmo os do reino vegetal), todas as demais sementes, têm muito mais ômega 6 que ômega 3. Exceção para as folhas verdes e as frutas vermelhas e cítricas.

Mas as necessidades humanas - a cada refeição ou lanche - são de 3 partes de ômega 6 / 1 parte de ômega 3. Entretanto, na alimentação moderna a relação que normalmente ocorre é > que 20 partes de ômega 6 / 1 parte de ômega 3. 

Conclusão 2

A semente de CHIA é realmente uma super semente, um superalimento, da mesma forma que a semente de linhaça, porque basicamente contém: 

1) Alto teor de ômega 3,

2) Alto teor de fibras mucilaginosas, que são excelentes para tratar problemas digestivos, cardiovasculares e de pele.

Mas, precisamos aguardar pela produção nacional e por um preço mais justo.

Como consumir a CHIA?

Da mesma forma que preparamos a linhaça. Colocar de molho em água filtrada por 4-8 horas. Depois adicionar no preparo de sucos desintoxicantes, leites da terra, pães vivos, docinhos vivos, mingaus e granolas vivas. Ver em Docinhos de Linhaça sem açúcar e Leites de Linhaça 

Saiba mais sobre Linhaça e ômega-3 sendo nosso Assinante Doce Limão!!! 


 Convido você para ser nosso Assinante Doce Limão, onde serão inúmeras as vantagens e ainda ajudará na sustentabilidade do Doce Limão. Todos saem ganhando: crescidos, fortalecidos!

Confira também em nossa AGENDA todas as Oficinas, Cursos e Palestras 

Lançamento: edição revisada e ampliada do livro O poder de cura do Limão

Todos os títulos


* Conceição Trucom
 é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida.

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br

Siga-nos no Facebook

Conheça o curso online