Por Fernando TruccoProfessional Translations
Texto exclusivo Doce Limão - 29 de janeiro de 2021

Desde tempos ancestrais, o ser humano tem tido preferência marcante por alimentos doces. Os adoçantes naturais proporcionam as mesmas sensações que o açúcar refinado e, em muitos casos, também têm variados efeitos benéficos, especialmente no controle da diabetes, pois reduz os níveis de glicose no sangue. 

Os adoçantes naturais são provenientes diretamente de flores e plantas, com pouco processamento. Os exemplos mais conhecidos incluem estévia, xilitol e yacon, entre outros. 

Embora os adoçantes naturais possam ser uma alternativa melhor aos açúcares refinados, alguns são menos saudáveis do que muitas pessoas acreditam. Qualquer pessoa que esteja pensando em trocar de adoçantes, especialmente se tem alguma condição especial de saúde, é prudente que converse sobre as melhores opções com um nutricionista ou médico. 

Os adoçantes são divididos em dois grupos, os adoçantes naturais (mono e oligossacarídeos) e os adoçantes sintéticos (Acesulfame-k, Aspartame, Ciclamatos e Sacarina). 

Neste artigo, analisaremos os adoçantes naturais no referente aos benefícios bem como os riscos potenciais. 

Os produtos naturais contêm variadas quantidades de oligofrutanos ou oligofrutose (FOS). São compostos solúveis em água e que, devido ao sabor adocicado, são usados como adoçantes alternativos porque contêm menos calorias do que o açúcar refinado e não causam um pico de glicose no sangue. 

Nota: O prefixo oligo deriva do grego e quer dizer pouco. Os oligossacarídeos mais importantes são os dissacarídeos. Estes açúcares estão formados pela união de duas unidades de monossacarídeos, como por exemplo, sacarose (glicose-frutose), lactose (galactose-glicose) e maltose (glicose-glicose). São solúveis em água e possuem sabor adocicado. 

Embora existam benefícios associados ao uso de FOS, também podem ocorrer alguns riscos e efeitos colaterais; especialmente pessoas com doenças como diabetes devem estar cientes dos tipos de adoçantes que usam, pois muitos afetam o nível de açúcar no sangue. 

Uma rápida olhada sobre os FOS: 

  • FOS ou oligofrutanos são oligossacarídeos que provêm de fontes naturais.
  • Seu sabor doce faz deles uma escolha comum como adoçantes alternativos.
  • O consumo em excesso de FOS pode causar efeitos colaterais, incluindo perturbação digestiva e estresse abdominal.
  • Em geral, a melhor maneira de adicioná-los à dieta é consumir uma dieta variada rica em alimentos integrais que os contenham. 

Benéficos do consumo de FOS como adoçantes alternativos 

Os FOS podem ser recomendados como adoçante alternativo. Como ingrediente dietético, se encaixam em várias categorias diferentes. 

Quimicamente trata-se de um carboidrato, mas frequentemente é relacionado como fibra. Os adoçantes alternativos tem alcançado um uso generalizado há vários anos. Um aspecto interessante dos FOS é que eles são digeridos nos intestinos pelas bactérias que são ávidas por eles.

Como dito, os FOS não causam um pico de açúcar no sangue como acontece com o açúcar refinado, e também são baixos em calorias. Por essas razões, estes adoçantes podem ser ideais para pessoas que procuram uma alternativa natural. 

Outros benefícios dos FOS 

Embora sejam comumente adicionados a bebidas, xaropes e alimentos com o propósito de adoçá-los, podem haver benefícios adicionais: 

Prebióticos

Os FOS complexos são considerados prebióticos. Lembre que os prebióticos são as fibras preferidas como alimento das bactérias benéficas do intestino

Por esta razão frequentemente são usados em fórmulas de alimentos para bebês como uma forma de alimentar as bactérias benéficas que os intestinos precisam. 

Fonte de fibra solúvel

A fibra solúvel ajuda a absorver água nos intestinos e dar à matéria fecal uma forma consistente e fluida ao mesmo tempo. Tem-se demostrado que o aumento dos níveis de fibra solúvel na dieta reduz ou elimina problemas digestivos, como prisão de ventre ou diarreia. 

Redução do colesterol

Uma revisão recente publicada Acta Cirúrgica Brasileira constatou que os oligofrutanos (FOS) podem reduzir os níveis de colesterol em animais. No estudo, a introdução destes compostos em uma dieta de baixas calorias também reduziu o ganho de peso. 

Os pesquisadores salientaram a probabilidade de que a suplementação de FOS pode reduzir o colesterol em humanos também. 

Redução do açúcar no sangue

O consumo de FOS é uma ótima escolha para pessoas com diabetes.    

Uma revisão publicada na revista Nutrients observou a capacidade potencial destes compostos para ajudar a equilibrar o açúcar no sangue. Os pesquisadores observaram uma correlação positiva entre a ingestão de FOS e a diminuição dos níveis de glicose sérica. 

O uso de FOS também mostrou estimular a secreção de insulina do pâncreas. Não obstante, mais estudos em humanos são necessários para corroborar esses achados. 

Não alimentam as células cancerígenas

Embora continue o debate em torno da segurança do uso de adoçantes naturais em relação com o potencial cancerígeno, os FOS ficam fora desta polêmica. Porque comprovadamente estes compostos não são cancerígenos, e têm baixo potencial para interromper ou danificar o crescimento celular normal. 

Os FOS não são um alimento para as
células 
cancerígenas nem contribuem para crescimento delas.

Disponibilidade dos FOS em alimentos naturais 

Se encontram em muitas espécies vegetais, como: 

  • Banana
  • Alcachofra
  • Cebola
  • Chicória (principalmente nas raízes)
  • Alho
  • Espargos
  • Raiz de yacon
  • Agave azul 

Xaropes

Alguns tipos de FOS são utilizados para fazer xarope. Exemplos comuns incluem xarope de raiz de yacon e xarope de agave azul. Estes podem ser diluídos em água e tomados como um suplemento ou podem ser adicionados sem diluir a receitas ou adicionados a alimentos e bebidas, como um adoçante. 

Xarope yacon

O xarope de yacon é um néctar pegajoso colhido da planta yacon, nativa de algumas regiões da América do Sul. O xarope é marrom escuro e lembra o melaço de cana. 

O xarope de Yacon é calórico, no entanto, é rico em fibras solúveis e têm apenas metade das calorias do açúcar refinado, como apontado por uma revisão publicada na revista BMC Medicine. 

Os autores também observam que o uso de xarope de yacon pode contribuir para a perda de peso e redução do açúcar no sangue. Além disso, eles relatam que a ingestão de yacon reduz os níveis de gordura em testes com animais. A confirmação de todos esses efeitos para os seres humanos exige mais pesquisas. 

O Yacon é um tubérculo cultivado desde o tempo do Império Inca. Hoje esta planta, ainda muito apreciada, continua sendo cultivada nas áreas quentes e temperadas da Cordilheira dos Andes.  

FOS da Chicória

A raiz da chicória é o exemplo mais comum de um alimento contendo oligofrutanos que é convertido em pó para seu consumo. A raiz seca e moída é comumente usada como uma alternativa do café (já adoçadinho). A dissolução em água morna proporciona um sabor semelhante ao café sem tanta estimulação. 

Estévia

A estévia é uma planta da família do girassol nativa de algumas partes da América do Sul. As folhas contêm dois compostos primários - um é extremamente doce, enquanto o outro é muito amargo. 

Os fabricantes extraem os compostos doces da planta para produzir estévia (líquida ou em pó). Esses compostos podem ser até 300 vezes mais doces que o açúcar refinado. Os extratos de estévia são naturalmente isentos de calorias, tornando o adoçante uma escolha popular. No entanto, algumas pessoas acham que a estévia não é verdadeiramente “natural” por causa da quantidade de processamento necessária para produzir este produto-extrato. 

Outra escolha é utilizar folhas de estévia ou o pó de folhas, embora estes possam conter compostos tanto amargos quanto doces. Além disso, geralmente não estão amplamente disponíveis no mercado. 

Xilitol

O xilitol é um álcool do açúcar proveniente de fontes naturais como bétulas, embora algumas empresas o fabriquem a partir de outras fontes vegetais. O organismo absorve o xilitol mais lentamente do que o açúcar, o que significa que o xilitol não causa picos exagerados de açúcar no sangue. 

O xilitol tem uma doçura muito semelhante à do açúcar refinado. No entanto, como relata um artigo do British Dental Journal, uma colher de xilitol contém cerca de 10 calorias, enquanto a mesma quantidade de açúcar refinado contém cerca de 16 calorias. 

Além do benefício como adoçante natural, uma revisão publicada no Journal of Natural Science, Biology, and Medicine observa que o consumo regular de xilitol pode reduzir os níveis de bactérias Streptococcus mutans, prejudiciais na placa dentária e na saliva, tornando-o eficaz na prevenção de cáries. Esta é uma das razões pelas quais muitos cremes dentais e gomas de mascar agora contêm xilitol. 

Extratos

Muitos outros tipos de FOS são transformados em extratos com concentração variada. Estes podem vir de alimentos como alcachofra ou chicória. Eles também podem ser feitos através de um processo químico e não através de um extrato natural, possivelmente diminuindo ou perdendo seus benefícios. 

É seguro o uso de adoçantes? 

O debate sobre o uso do açúcar e de outros adoçantes continua em curso. De acordo com pesquisas publicadas no Journal of Pharmacology & Pharmacotherapeutics, adoçantes, como açúcar e xarope de milho (um açúcar invertido com alta concentração de frutose), têm sido ligados ao aumento do risco de transtornos que incluem obesidade e problemas dentários. 

Algumas teorias controversas sugerem que o açúcar também desempenha um papel em algumas doenças degenerativas como o Alzeimer. 

Adoçantes alternativos duplicam os efeitos do açúcar refinado, sem fornecer muitas calorias, então, em teoria, eles seriam saudáveis. Mas lembre: em teoria!

Porque a composição química dos adoçantes alternativos é bastante variável; e diversos estudos discutem seus possíveis benefícios para a saúde e/ou efeitos colaterais. 

Vários estudos foram feitos com resultados controversos. Alguns afirmam que são inofensivos, enquanto outros concluem que devem ser completamente evitados. 

Embora os FOS possam fornecer para algumas pessoas uma opção de adoçante benéfico ou ser uma forma fácil para melhorar a sua saúde intestinal, não é prudente exagerar com esses extratos. 

O consumo de uma dieta rica em alimentos que contenham oligofrutanos (FOS)
é a melhor maneira de desfrutar seus benefícios, sem cair em excessos ou riscos.

Efeitos colaterais e fatores de risco do uso dos FOS 

Os efeitos colaterais potenciais do uso de FOS incluem: 

  • Cólicas
  • Náusea
  • Inchaço
  • Gases
  • Diarreia 

Algumas pessoas podem ser mais sensíveis aos efeitos dos FOS. Nessas pessoas, os efeitos colaterais podem ser sentidos mesmo com uma pequena quantidade. Algumas reações alérgicas incluem: 

  • Coceira na garganta
  • Inchaço nos olhos, rosto e boca.
  • Vertigem, tontura, e desmaios.
  • Urticárias, eczemas e coceiras. 

Reações alérgicas graves podem causar choque anafilático que é uma resposta imune potencialmente fatal. Qualquer sinal de reação alérgica é motivo para contatar um médico. 

Pessoas com distúrbios digestivos como a síndrome do intestino irritável (SII) deveriam evitar o uso de FOS, já que neste caso o sistema digestivo pode não responder bem quando consumido. No entanto, há pouca pesquisa atual sobre este tema. 

Devido a que as bactérias se alimentam de FOS, há também a chance de que bactérias hostis presentes no intestino possam ser alimentadas. Certos organismos nocivos, como o E. Coli e K. Pneumonia podem se alimentar de FOS e proliferarem nos intestinos. Isso pode ser mais provável se estiverem enfraquecidos. 

Finalmente é importante lembrar que todas as alternativas naturais nem sempre são mais saudáveis ​​do que os produtos convencionais. Os seguintes adoçantes têm efeitos na saúde muito semelhantes aos do açúcar refinado ou do xarope de milho: 

  • Néctar de agave
  • Açúcar de coco
  • Mel refinado
  • Panela, um tipo de cana de açúcar.
  • Melaço
  • Xarope de bordo 

Esses produtos podem conter pequenas quantidades de fibras ou minerais, que algumas empresas anunciam na propaganda. No entanto, os produtos também contêm frequentemente níveis muito elevados de açúcar. 

O fígado processa o açúcar da mesma maneira, não importa a fonte. Qualquer pessoa que queira reduzir a ingestão de açúcar, determinada por baixar calorias, eliminar carboidratos ou evitar picos de insulina, também deveria reduzir ou evitar os produtos acima relacionados. 

Bibliografia


Assine o Doce Limão

Você gosta do nosso conteúdo? Seja um embaixador do Doce Limão e contribua para que ele continue sendo produzido! Além disso, você tem acesso a todo conteúdo de assinante: 11 cursos online (incluindo o Cosmética Natural), palestras, vídeos, receitas, e-books, suporte e muito, muito mais.
1
mês
Assinatura mensal
R$ 20,00 /mês
Cobrança automática no cartão
Assinar
6
meses
Assinatura semestral
R$ 120,00
R$ 110,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar
12
meses
Assinatura anual
R$ 240,00
R$ 200,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar

 

Loja Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossa loja. Clique e adquira já.


* Conceição Trucom
 é química, pesquisadora, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida. Possui 10 livros publicados, entre eles O Poder de Cura do Limão (Editora Alaúde), com meio milhão de cópias vendidas, Mente e Cérebro Poderosos (Pensamento-Cultrix) e Alimentação Desintoxicante (Editora Alaúde).

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br