Por Beth Krietsch - Huffpost em 03.09.2019
Tradução especial para Doce Limão: Professional Translations

Especialistas explicam como processamos o açúcar de uma maçã de maneira diferente do açúcar de uma bolacha. E, não é segredo que a dieta moderna está cheia de açúcar isolado e isto não está nos beneficiando. O excesso no consumo deste tipo de açúcar está associado a altas taxas de ganho de peso e obesidade, diabetes tipo 2, doenças cardíacas e outras doenças crônicas.

De acordo com a Food and Drug Administration (FDA), o americano médio consome cerca de 300 calorias por dia a partir de açúcares encontrados em alimentos que variam de produtos assados, bebida açucarada, sucos de frutas, barra de granola e proteínas. Mas não é verdade que as pessoas simplesmente optem por comer açúcar em excesso todo o tempo. Três de cada quatro itens nas prateleiras dos supermercados contêm açúcar adicionado fato que dificulta muito permanecer longe dele.

Felizmente, as pessoas poderão em breve ter mais facilidade em determinar a quantidade de açúcar adicionado em seus alimentos, graças a um novo rótulo de Informações nutricionais que entrará em vigor no início de 2020 e exigirá que as empresas listem a quantidade de açúcar adicionada (em gramas e uma porcentagem do valor diário) em qualquer alimento embalado. Algumas empresas já começaram a introduzir o novo rótulo.

A FDA diz que essa mudança permitirá que as pessoas façam escolhas alimentares mais informadas. Dito isto, muitas pessoas ainda não têm um conhecimento sólido sobre a diferença dos açúcares naturais das frutas, hortaliças e legumes, em comparação com os açúcares adicionados durante o processamento. Vamos esclarecer um pouco esta confusão.

Os açúcares naturais das frutas e legumes são melhores para nossa saúde
do que os açúcares isolados e adicionados nos processados e industrializados?

Segundo os especialistas, a resposta é um rotundo sim. Dana Hunnes, nutricionista registrada e professora assistente adjunta do Departamento de Ciências da Saúde da UCLA, nos ajuda a entender o por que?

"Se comemos uma beterraba ou uma maçã, também estamos ingerindo todos os outros nutrientes presentes nesse alimento, incluindo água, gorduras e proteínas", disse ela.

"Quando tiramos o açúcar do contexto, esse açúcar é desprovido de todas as propriedades benéficas para a saúde do alimento original, perdendo todas as suas propriedades nutricionais, exceto a doçura e as calorias".

Para entender como os açúcares naturais são mais saudáveis ​​que os açúcares adicionados, é necessário entender o que são açúcares adicionados e como são feitos. Muitos tipos de açúcar, como açúcar de arroz e néctar de agave, são açúcares tecnicamente naturais, mas são extraídos e apresentados em concentrações muito altas e depois adicionados a alimentos onde são muito fáceis de digerir e absorver. Nesses casos, eles agem como adição de açúcar porque foram processados ​​e refinados e estão fora de seu contexto natural, explicou Hunnes. Quando dizemos "açúcares naturais", estamos nos referindo aos açúcares que ocorrem naturalmente em frutas, vegetais, laticínios e outros alimentos.

"Não há muita diferença entre o açúcar presente nos alimentos naturalmente e aquele que é adicionado, no entanto, os nutrientes que ingerimos junto com o açúcar e a quantidade são fatores muito diferentes". disse Avigdor Arad, diretor do Monte Sinai Physiolab e instrutor de endocrinologia, diabetes e doenças ósseas da Escola de Medicina Icahn no Monte Sinai

Arad explicou que os açúcares naturais presentes nas frutas e legumes nunca existem em uma concentração tão alta quanto os açúcares isolados (>90%), e sempre são acompanhados por componentes saudáveis, como fibras, que diminuem a absorção de açúcares naturais no sangue. Enquanto isso, os açúcares isolados são 'vazios' porque desprovidos de nutrientes... Mais concentrados, atingem nossa corrente sanguínea muito mais rapidamente.

A adição de açúcar isolado "deixa nosso sistema fora de controle porque precisamos produzir muita insulina, e sabemos que a elevação crônica da insulina no sangue pode realmente causar danos", disse Arad.

Embora as frutas e os legumes sejam saudáveis, devemos estar atentos ao seu teor de açúcar?

Pessoas ativas e saudáveis, sem problemas de glicose no sangue, podem comer tantos legumes e quase quantas frutas quiserem sem se preocupar com o teor de açúcar, disse Hunnes. A maioria das pessoas simplesmente teria dificuldade em comer o volume de frutas e legumes necessários para exagerar no açúcar.

Mas devido a que o açúcar natural das frutas e legumes pode ser uma preocupação para as pessoas com diabetes, Arad disse que pede aos pacientes com diabetes que limitem o consumo de frutas e vegetais se estiver afetando o açúcar no sangue. Caso contrário, ele acha que frutas e legumes são alimentos saudáveis ​​das quais as pessoas não devem evitar.

"A última coisa que eu quero que as pessoas façam é evitar frutas", disse ele.

Pitaco Conceição Trucom: vamos saber mais sobre a
fermentação das frutas, legumes, raízes e cereais?
Porque a Fermentação é um recurso de usar os probióticos

ao nosso favor, e ainda reflorestar nossas microbiotas!

Rekha Kumar, endocrinologista da NewYork-Presbyterian e Weill Cornell Medicine, é mais cautelosa. Ela diz que a fruta é saudável e recomenda que seus pacientes comam mais, mas está preocupada com o fato de que Estados Unidos está sofrendo uma epidemia de obesidade e diabetes e que a dieta média é muito alta em carboidratos - uma categoria de alimentos que inclui frutas e legumes.

"Em nossa situação atual, eu diria às pessoas que tomem cuidado com o açúcar das frutas", disse ela. "Não acho que algo deva ser consumido com exagero."

Cuidado com os rótulos dos sucos de frutas e vegetais

Só porque frutas e verduras são saudáveis, não significa que o mesmo se aplica aos sucos feitos dessas frutas e verduras. A principal razão pela qual o suco não é tão saudável é que a fibra é removida ao fazer o suco, eliminando em consequência os benefícios protetores da fibra, como a regulação do açúcar no sangue.

"É a fibra, entre outras coisas, que diminui significativamente a taxa de digestão e absorção dos açúcares", disse Hunnes. "Neste ponto, quando não há fibra, nosso organismo reage a ele de maneira muito semelhante à água açucarada".

Você também precisa estar ciente dos açúcares adicionados, pois muitas garrafas de suco no supermercado contêm adoçantes adicionais.

E as frutas secas?

Especialistas dizem que a fruta seca é uma opção melhor do que muitos outros alimentos açucarados, pois contém fibras e outros nutrientes saudáveis, mas o processamento da fruta seca remove o teor de água da fruta, tornando o produto final menos recheado que a fruta inteira, o que pode levar a excessos, explicou Kumar. Pense bem: é muito mais provável que você coma 10 damascos secos de uma só vez, do que com 10 damascos inteiros.

Quanto açúcar é demais?

As Diretrizes Dietéticas do Departamento de Agricultura para os americanos sugerem consumir menos de 10% de suas calorias diárias de açúcares adicionados, o que cairia em torno de 50 gramas de açúcares adicionados por dia para uma dieta de 2.000 calorias.

"Os dados científicos mostram que é difícil atender às necessidades de nutrientes mantendo-se dentro dos limites de calorias se você consumir mais de 10% de suas calorias diárias totais com adição de açúcar", isto é dito em uma página da FDA na Web que comenta sobre as próximas alterações dos dados contidos nos rótulos nutricionais.

Outras diretrizes são mais rigorosas. A American Heart Association, por exemplo, recomenda que as mulheres consumam não mais de 6 colheres de chá, ou 25 gramas, de açúcar adicionado por dia, e os homens permaneçam com menos de 9 colheres de chá, ou 38 gramas, por dia. Arad considera que as pessoas devem ficar completamente longe do açúcar adicionado.

"Quando as pessoas estiverem cientes e entenderem as consequências de consumir muito açúcar em excesso, espero que então consigam enxergar esse número no rótulo nutricional e evitar produtos que contenham açúcar", disse Arad. "O organismo não está preparado para lidar com uma quantidade tão alta de açúcar".

Fonte: Huffpost - Por: Beth Krietsch em 03.09.2019
Tradução especial para Doce Limão: Professional TranslationsReprodução permitida desde que citadas a fonte e o tradutor.


Assine o Doce Limão

Você gosta do nosso conteúdo? Seja um embaixador do Doce Limão e contribua para que ele continue sendo produzido! Além disso, você tem acesso a todo conteúdo de assinante: 11 cursos online (incluindo o Cosmética Natural), palestras, vídeos, receitas, e-books, suporte e muito, muito mais.
1
mês
Assinatura mensal
R$ 20,00 /mês
Cobrança automática no cartão
Assinar
6
meses
Assinatura semestral
R$ 120,00
R$ 110,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar
12
meses
Assinatura anual
R$ 240,00
R$ 200,00
À vista no cartão ou boleto
Comprar

 

Loja Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossa loja. Clique e adquira já.


* Conceição Trucom
 é química, pesquisadora, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida. Possui 10 livros publicados, entre eles O Poder de Cura do Limão (Editora Alaúde), com meio milhão de cópias vendidas, Mente e Cérebro Poderosos (Pensamento-Cultrix) e Alimentação Desintoxicante (Editora Alaúde).

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br