Combinação de Alimentos - Parte 3

Combinação de Alimentos - Parte 3

Ros'Ellis Moraes *

Uma boa dica para entender a importância da combinação dos ali­mentos é observar o efeito que os alimentos produzem no nosso cor­po, após as refeições. Se ficarmos com gases, azia, prisão de ventre, diarreia, inchaço ou náusea, é um sinal do organismo indicando que a nossa digestão está comprometida. É um alerta para prestarmos aten­ção ao que estamos comendo, se estamos excedendo a quantidade, e, principalmente, como estamos combinando esses alimentos.

A regra principal para a combinação de alimentos é comer na mes­ma refeição os alimentos que na experiência pessoal sejam fáceis de digerir. Classes diferentes de alimentos exigem diferentes tempos e meios digestivos para a digestão adequada.

Precisamos considerar que, dependendo da constituição individual, existem pessoas que têm um poder digestivo muito melhor. No entanto, as pessoas que apresentam um sistema digestivo delicado de­vem praticar as recomendações de combinação de alimentos como um meio preventivo para manter a boa saúde.

A combinação adequada dos alimentos contribui para a boa diges­tão. Os diversos grupos de alimentos apresentam estruturas quími­cas diferentes, o que mobiliza produções de enzimas específicas para cada processo digestivo. Por isso, é muito importante associar­mos alimentos compatíveis em cada refeição.

O PRINCÍPIO QUE NORTEIA A COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS DIZ QUE...

Não se deve misturar:

* Amidos e proteínas pesados na mesma refeição.
Por exemplo carne, leite ou queijo com pão.

* Frutas e proteínas, porque as frutas liberam secreções alcalinas que
neutralizam as secreções ácidas necessárias para a digestão de proteínas.

* Frutas e vegetais.

* Melão e Melancia com qualquer alimento.

É FÁCIL DIGERIR

- Frutas doces com frutas doces

- Frutas solitárias: Melão e Melancia. Não combinam com mais nada: só limão e ervas digestivas como hortelã e erve-doce.

- Frutas ácidas com frutas ácidas

- Frutas ácidas com semi-ácidas

- Frutas doces com semi-ácidas

- Frutas com grãos germinados, hidratados e fermentados

- Proteínas e hortaliças

- Abacate e verduras

>> Limão combina com qualquer alimento

POUCO DIGESTIVO

. Frutas doces + frutas ácidas

. Hortaliças + laticínios

. Gorduras e óleos + carne

. Cereais e leguminosas germinadas + laticínios

. Leguminosas germinadas + frutas

. Cereais + açúcar

INCOMPATÍVEIS

> Frutas + hortaliças (exceto a maçã, que pode ser combinada com hortaliças)

> Frutas + açúcar

> Cereais + laticínios

> Cereais + carne

> Carne + laticínios

> Ovos + laticínios e carne

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

. O excesso de comida, mesmo de um único alimento, sobrecarrega o sistema digestivo.

. Os líquidos devem ser tomados 40 minutos antes das refeições, pois eles diluem as enzimas que atuam na digestão dos alimentos.

. Os vegetais produzem secreções alcalinas.

. Cereais integrais, como por exemplo o arroz integral e as farinhas integrais germinadas frescas, formam menos ácidos que a farinha branca ou o arroz polido.

. A germinação das sementes é um processo alcalinizante; dessa maneira podemos melhorar a digestibilidade das leguminosas. As leguminosas germinadas e fermentadas são alcalinas. Os brotos das leguminosas (como moyashi) são alcalinizantes.

. O cozimento em altas temperaturas, acima de 45 graus Celsius, é um processo acidificante.

. O iogurte de leite desnatado e queijo tipo ricota são menos acidificantes, devido ao processo de fermentação. Melhor usar o leite cru para fermentar.

. Evite alimentos gelados ou muito quentes. Ambos agridem o organismo. Alimentos gelados inibem a ação das enzimas no organismo, o que dificulta os processos digestivos.

Observação: Na alimentação viva, as combinações dos alimentos serão adaptadas, já que muitos alimentos não serão utilizados. Observamos também que é muito mais fácil para o organismo digerir alimentos crus, mesmo quando misturamos alimentos incompatíveis da classificação higienista tradicional.

Os alimentos germinados e fermentados normalmente
combinam bem com refeições doces e salgadas. 
 

(*) Ros'Ellis Moraes é nutricionista formada pela UNB e autora do livro Alimentação Viva e Ecológica, de onde este texto foi extraído (pág. 149 a 152). Conheça seu BLOG

Leia também: Combinação de Alimentos - Parte 2 - Combinação de Alimentos - Parte 1


 

Lojas Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossas lojas parceiras. Clique e adquira já.

 

Vamos ser amigos?

Inscreva-se para receber gratuitamente o Boletim Doce Limão e ainda leve de brinde a Apostila de Meditação, em formato PDF.

Se além disso você também deseja ter acesso a todos os nossos cursos online e conteúdos exclusivos, seja um Assinante Doce Limão. Clique aqui!

Siga-nos no Facebook

Clique aqui para conferir todos os eventos.

Comentários e perguntas

 Caro leitor,

Ficou com alguma dúvida sobre este artigo? A área de comentários e perguntas é exclusiva para assinantes Doce Limão. Por apenas R$ 20 mensais, você terá acesso a todo conteúdo exclusivo, como palestras, cursos online e muito mais, além de poder enviar perguntas, que serão respondidas pela Conceição Trucom e equipe.

 

Saiba mais e assine