Fonte: Science Daily1 em 11.junho.2019
Instituto Federal Alemão de Avaliação de Risco BfR2

Tradução especial para Doce Limão: Professional Translations3

Pesquisadores apresentaram descobertas sobre novos patógenos pró infecções que levam o nome de 'Leite Bovino e Fatores de Carne' (sigla em inglês BMMF: Bovine Milk and Meat Factors). De acordo com essas descobertas, concluiu-se que estes novos patógenos podem causar inflamações no organismo humano.     

Segundo o DKFZ (German Cancer Research Center ou Centro Alemão de Pesquisas sobre o Câncer), os novos patógenos foram detectados até agora em leite de vaca, produtos lácteos de vaca e soro sanguíneo de bovinos saudáveis.

A partir destas descobertas científicas feitas até agora, parece possível que possa ser interpretada uma conexão indireta entre o consumo de vários alimentos provenientes de bovinos e a ocorrência de vários tipos de câncer em humanos.

De acordo com o DKFZ, o BMMF trata-se um novo patógeno similar em tipo aos vírus e bactérias. Por estarem relacionados aos plasmídeos, atualmente estão sendo chamados "plasmidômios". Até onde pode ser estabelecido pelos pesquisadores da DKFZ, o BMMF não ocorre como material genético "nu", mas sim junto com as proteínas. 

O Instituto Federal Alemão de Avaliação de Risco (BfR) e o Instituto Max Rubner (MRI) concluem em conjunto que uma avaliação dos possíveis riscos colocados pelo chamado BMMF como possíveis fatores de risco de câncer não tem sido possível realizar até agora devido à insuficiência de dados. A suposta conexão entre o BMMF e a incidência de câncer em humanos deve ser examinada em profundidade. 

O DKFZ está assumindo que as crianças cujo sistema imunológico ainda não está totalmente amadurecido se infectam com o BMMF durante o primeiro ano de vida, através de alimentação suplementar com leite de vaca. Concluem, portanto, que os bebês não devem receber leite de vaca cedo demais. 

vaca leiteira

De acordo com as últimas informações disponíveis sobre nutrição, o BfR e o MRI concordam com as seguintes recomendações: 

Com base nos estudos epidemiológicos publicados até agora sobre a relação entre o consumo de carne vermelha (direto ou processada) e um risco aumentado de câncer de cólon, e em concordância com a German Nutrition Society (DGE), recomenda-se que o consumo de carne seja limitado a um máximo de 600 gramas por semana. 

Ao contrário, o consumo de leite de vaca permanece sem qualquer restrição até agora, contudo em conformidade com os últimos conhecimentos disponíveis, a recomendação básica é acima de tudo: Amamentação exclusiva no peito da mãe para prevenir várias doenças.

(1) Fonte: Science Daily em 11.junho.2019. Role a página deste site porque existem vários estudos sobre como a proteína animal afeta a saúde humana.

(2) O Instituto Federal de Avaliação de Riscos (em alemão, Bundesinstitut für Risikobewertung: BfR) é uma instituição alemã que tem a tarefa de assessorar cientificamente a República Federal em questões de segurança alimentar, segurança de produtos, segurança química, contaminantes da cadeia alimentar, bem-estar animal e proteção da saúde dos consumidores.

(3) Tradução: Fernando Trucco especialmente para o Doce Limão Professional Translations. Reprodução permitida desde que indicada a fonte e o tradutor.


 

Lojas Doce Limão

Os livros da Conceição Trucom e os produtos do Doce Limão podem ser encontrados em nossas lojas parceiras. Clique e adquira já.

 


* Conceição Trucom
 é química, pesquisadora, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida. Possui 10 livros publicados, entre eles O Poder de Cura do Limão (Editora Alaúde), com meio milhão de cópias vendidas, Mente e Cérebro Poderosos (Pensamento-Cultrix) e Alimentação Desintoxicante (Editora Alaúde).

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citadas a autora e a fonte: www.docelimao.com.br