O Despertar da Terra

O Despertar da Terra

Por Conceição Trucom *

Faz muitos anos, estava eu de férias em Monte Verde/MG e na véspera de retornar para casa choveu torrencialmente. Conclusão: as ruas desta cidade são todas de barro e fiquei literalmente ilhada em Monte Verde por 2 dias. Na hora me toquei: algo importante ainda vai acontecer nesta estada "forçada".

Tomei todas as providências que estavam ao meu alcance, relaxei e resolvi ler, aliás, meu grande hobby. Pedi um livro emprestado a minha amiga. Ela me emprestou um livro que ela havia acabado de ler, e me disse: este livro vai te marcar.

Devorei-o - cerca de 200 páginas - em uma tarde. Muito emocionada, a sensação que tive ao final foi: não preciso ler nada por um bom tempo, pois me sinto preenchida, super nutrida, tanto, que neste momento não há espaço para novos conhecimentos ou leituras, só reflexões.

O nome dele? O Despertar da Terra de Peter Russel (Editora Cultrix).

Em tão poucas páginas, acessorado por profissionais brilhantes, desde os de formação técnica (como engenheiros, etc.), cientistas multidisciplinares (químicos, físicos, geólogos, paleontólogos, etc.), metafísicos e grandes mestres e meditadores do oriente, o Peter conseguiu contar a história dos bilhões de anos da Terra, com absoluta maestria.

Nesta leitura fica uma certeza: de que Gaia, a essência deste nosso planeta, tem uma capacidade impressionante de amor pela humanidade que na Terra habita. A sustentação da vida aqui na Terra depende de tantas variáveis, cuja PEQUENÍSSIMA mudança pode exterminar toda a vida neste planeta. Um exemplo, a concentração de oxigênio na atmosfera: 5% a mais, 5% a menos e tchau. Outro exemplo: a existência dos oceanos. Se 1 deles desaparecer, tchau humanidade e todos os seres vivos.

Ficou uma certeza tão imensa da capacidade de misericórdia que Gaia tem pelos terráqueos, que comecei a sentir fé, esperança e vontade de me alinhar com Gaia, ser como ela, vibrar na mesma sintonia dela. E neste momento, a sensação é de que o coração irá explodir de tão imenso, que é preciso fechar os olhos, porque ofusa com tanta luz, que não é preciso respirar, fazer qualquer esforço, pois a força de amor de Gaia é absurdamente sustentadora.

O Peter afirma, baseado em todos os seus consultores, que Gaia (que é energia e luz) se propaga numa frequência de 8 ciclos/segundo, que é a mesma frequência das ondas cerebrais que atingimos quando em estado meditativo. Ele afirma também que a massa crítica para Despertar a Terra, ou seja, a humanidade ficar em sintonia com a força de sustentação da vida na Terra (Gaia), é que existam 24 horas/dia 200 milhões de meditadores.

Em outras palavras, quando aqui na Terra estiverem 24 horas/dia, 200 milhões de seres EM ESTADO DE MEDITAÇÃO, gerando uma sintonia, uma sincronicidade na frequência de Gaia (8 ciclos/segundo), toda a lógica de catástrofes SE DESARMARÁ. A força de elevação (em harmonia) da terceira para a quinta dimensão se concretizará.

Não se trata de 200 milhões de pessoas abrirem mão de suas vidas para ficarem 24 horas/dia meditanto, mas de cada um meditar seus 30 minutos/dia. E o que são 200 milhões em 6 bilhões de habitantes?

Não se trata de um milagre, mas de um Despertar de Consciências, pois em estado de meditação, o alinhamento com todas as hierarquias de luz se torna possível, e a força desta massa crítica, desta união, terá o poder de neutralizar todas as desarmonias, todas as forças de destruição.

Bom, milagres não existem (?), pois cada um precisa fazer a sua parte. Embora a evolução seja pessoal e intransferível, sabemos que não se trata de isolamento, mas de tornar-se mais verdadeiro, mais puro para com sua própria existência, e desta forma, se unir aos seres que estão no mesmo propósito: evoluir para possibilitar o alinhamento com as frequências de AMOR e LUZ = Deus.

Somos todos UM!

Conceição Trucom é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para a alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida.

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações e citada a autora e fonte.

Recomendo a leitura na íntegra do Boletim Doce Limão número 12: Planeta Terra - amá-lo é preciso!

Siga-nos no Facebook

  • Populares

  • Recentes