A Dieta Amucosa

A Dieta Amucosa

Mário Sanchez 

O Sistema Curativo por Dieta Amucosa

Muitos me perguntam o que é a Dieta Amucosa. No livro Saúde pela Alimentação temos esse sistema de Arnold Ereth citado como primeiro estudo que eu fiz para adotar o Frugivorismo que me recuperou após a cirurgia em que perdi 2/3 do estômago.

As citações foram retiradas dos dois livros básicos do cientista alemão Prof. Arnold Ereth: Sistema Curativo por dieta Amucosa e O Jejum Racional.

Temos o mandamento do Pai da Medicina, Hipócrates: "seja teu alimento o teu medicamento". A Dieta Amucosa de Arnold Ereth é uma dessas provas de que este mandamento ainda faz sentido 24 séculos depois.

Arnold Ereth ensina nos Princípios Preliminares: “toda enfermidade é constipação ou obstrução”.

Essa mucosidade é oriunda de substâncias geradas por alimentos indigestos, acumuladas desde a infância. A Dieta Amucosa consiste em toda classe de frutas cozidas ou cruas, vegetais isentos de amido e a maioria dos vegetais verdes crus ou cozidos. É uma combinação de jejuns planejados, longos ou curtos e uma mudança progressiva de cardápio, para alimentos não formadores de mucos: amucosos. Esta dieta sozinha pode curar qualquer enfermidade sem jejum, embora demore mais tempo do que praticando-se com o jejum.

Diz ele em O que é a enfermidade?: “é uma ação de todo o corpo para eliminar escórias, mucos e toxinas e este sistema ajuda a Natureza da maneira mais natural.”

Transcrevemos mais um trecho do seu Diagnóstico: "O meio de diagnóstico mais exato e infalível é um jejum curto. A rapidez com que o enfermo se sente pior durante um curto jejum é proporcional à magnitude e toxidade de sua obstrução. Se ele sente vertigens, palpitações, há pus ou drogas a eliminar, está gravemente obstruído."

Ele chama de "Espelho Mágico" a esse diagnóstico, orientando observar ainda a língua suja e a obstrução intestinal.

Com isto, já é possível uma noção do que uma prática de jejum pode porporcionar para curar-se de enxaquecas, prisão de ventre, gripes, resfriados, etc.

Prosseguimos com as citações do livro O Jejum Racional do Ereth: "é muito significativo que hoje o jejum seja considerado um fator ‘especial’ de cura". Sobre Duração e Término do Jejum ele descreve: "assim que a escória entra na circulação sentimo-nos como um trapo, porém, nem bem essa escória alcança os rins, nós nos renovamos. Dois ou três dias mais tarde, o processo se repete". "Prescrevemos a todos os jejuadores tomarem limonada com um pouco de mel com o objetivo de desprender e refinar o muco na circulação. O suco de limão e as frutas ácidas de todas as espécies neutralizam a pegajosidade do muco."

Quanto tempo podemos jejuar? ele responde: "Mudem de idéia se pensam que quanto mais jejum melhor cura. O homem é o animal mais doente na face da Terra. Nenhum outro animal come mais erradamente."

Como interromper o jejum? Ele responde com alguns exemplos, onde sugere "um laxante e mais tarde vegetais sem amido e um pouco de pão de centeio integral torrado". Aconselha fazer exercícios e vida ao ar livre durante o jejum. Descreve o Jejum de 24 horas, o Jejum Superior, concluindo: "O Homem é o que come".

Nosso livro "Jejum Curativo" atualiza cientificamente essas informações.

Por Mário Sanchez

Quem só se alimenta de frutas, tem o seu sangue sempre alcalino e sem mucosidade, que é o estado excelente de saúde. Nestas condições é quase impossível que lhe advenha alguma doença ou se instale em seu organismo alguma infecção.

Para se ter uma idéia comparativa, Joe Shalders nos conta a experiência do cientista alemão, Prof. Arnold Ereth (autor do livro O Jejum Racional) que fez um corte profundo em seu braço com uma faca sob três condições diferentes:

  1. Só se alimentando de frutas: praticamente não sangrou, iniciou-se uma cicatrização imediata e em três dias a casca que se formou caiu.

  2. Só se alimentando com frutas e vegetais crus, cereais integrais e legumes cozidos: Sangrou mais, o corte demorou duas semanas para cicatrizar até a queda da casca.

  3. Comendo carnes, vegetais e alimentos cozidos em geral: sangrou bastante, houve formação de pus e a ferida não cicatrizava. Só depois de dois dias de jejum conseguiu reverter e processo inflamatório.

O jejum, para os que não têm conhecimento do assunto, parece algo abstrato e sem sentido. Entendam por hora que o jejum é uma forma alimentar mais poderosa do que todas as dietas já apresentadas. Para uma pessoa que faz jejum corretamente, não há doença que lhe resista. O jejum apropriado evita doenças e cura doenças.

Fonte: Extraído, com adaptações, do livro Carnívoro ou Vegetariano de A. Cheli.

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações, e citadas a autoria e a fonte www.docelimao.com.br.


 Convido você para ser nosso Assinante Doce Limão, onde serão inúmeras as vantagens e ainda ajudará na sustentabilidade do Doce Limão. Todos saem ganhando: crescidos, fortalecidos!

Confira também em nossa AGENDA todas as Oficinas, Cursos e Palestras 

Lançamento: edição revisada e ampliada do livro O poder de cura do Limão

Todos os títulos

Siga-nos no Facebook