layout
layout
docelimao
layout
layout
layout
layout
 
 
Alim. Desintoxicante Simplesmente Saúde O que são PROBIÓTICOS?
Share to Facebook Share to Twitter Email a Friend Print 
O que são PROBIÓTICOS?

Conceição Trucom *

O termo PRObiótico deriva do grego e significa "pró-vida", sendo o antônimo de antibiótico, que significa "contra a vida".

PRObiótico foi definido inicialmente como: organismos vivos que quando ingeridos exercem efeito benéfico no balanço da flora bacteriana intestinal da pessoa que os consumiu.

Passado um tempo o termo foi ampliado para: organismos vivos que quando ingeridos em determinado número (concentração) exercem efeitos benéficos para a saúde por sua ação no trato intestinal.

A definição mais atual de PRObióticos é: suplemento alimentar, rico em microorganismos vivos, que afeta de forma benéfica seu consumidor, através da melhoria do balanço microbiano intestinal.

Portanto, os alimentos PRObióticos são aqueles ricos em bactérias que produzem efeitos benéficos na flora intestinal, normalmente indicados para prevenir e tratar doenças como as indicações abaixo.

Vários microorganismos são reconhecidos como PRObióticos, entre eles bactérias ácido-lácticas, bactérias não ácido lácticas e leveduras. As mais conhecidas bactérias que exercem essas funções no organismo são as Bifidobacterium e Lactobacillus.

As espécies de PRObióticos mais utilizadas são:

- Especialmente o Lactobacillus acidophillus
- Lactobacillus casei
- Lactobacillus rhamnosus
- Lactobacillus reuterii
- Enterococus faecium
- Bifidobacterium adolescentis
- Bifidobacterium breve
- Bifidobacterium bifidum
- Bifidobacterium infantis
- Bifidobacterium longum

 

Distúrbios típicos de flora bacteriana alterada

 

Os alimentos PRObióticos exercem as seguintes funções no organismo:

  • - Previnem e tratam de todos os distúrbios listados na figura acima;
  • - Aumentam de maneira significativa o valor nutritivo e terapêutico dos alimentos, pois ocorre maior produção e absorção de vitaminas do complexo B e aminoácidos fundamentais ao sistemas imune e neurotransmissor;
  • - Aumentam a absorção e fixação de cálcio e ferro, além de outros minerais;
  • - Fortalecem o sistema imunológico através de maior produção de células protetoras; portanto na redução do risco de câncer e doenças infecciosas de repetição;
  • - Possuem efeito funcional benéfico no organismo, equilibrando a flora intestinal, atuando na capacidade do organismo se desintoxicar de excessos e venenos;
  • - Possuem uma particular importância para os indivíduos com intolerância à lactose, devido ao aumento de uma enzima que facilita a digestão da lactose.

Como microorganismos, os PRObióticos normalmente são termo-sensíveis e têm pouco tempo de vida, por isso mesmo, devem ser mantidos bem refrigerados. Ao serem ingeridos, integrados aos alimentos, vão para o intestino e ali se integram à flora já existente, sem se fixarem, mas auxiliando no trabalho de absorção dos nutrientes.

Os PRObióticos podem ser componentes de:

1) Alimentos industrializados presentes no mercado, como leites fermentados e iogurtes,

2) Alimentos fermentados de forma caseira como as coalhadas, queijos, bebidas frutais, picles e o kefir,

3) Podem ser encontrados na forma de pó ou cápsulas.

Segundo o Dr. Helion Póvoa, em seu livro O Cérebro Desconhecido (Editora Objetiva), a quantidade de PRObióticos presentes na forma 1 e 2 é muito reduzida para provocar efeitos significativos num organismo que sofre de frequentes maus hábitos alimentares ou já debilitado. Sua recomendação portanto é uma alimentação rica em vegetais frescos, maduros e integrais com suplementação de cápsulas de PRObióticos, cuja concentração é de 100 a 1000 vezes maior que a contida num alimento fermentado e/ou industrializado.

Contudo, se aumentamos o consumo dos alimentos fermentados da Alimentação Crua e Viva, onde temos grande variedade de opções, tenho absoluta convicção que podemos praticar um excelente HÁBITO SALUTAR E PREVENTIVO.

Contudo, no caso de grandes colápsos de saúde, os leites fermentados são o principal exemplo de fonte de PRObióticos, MAS, na forma de cápsulas, poderá ser adicionado em leites de sementes ou sucos desintoxicantes, evitando o consumo de alimentos de origem animal como leites e laticínios, que sabidamente, são inadequados ao consumo humano.

Além do consumo de PRObióticos de bons fornecedores, é preciso manter uma espécie de ritual de ingestão diária para que os efeitos desejados aconteçam.

Saiba também que existe no mercado - e nas receitas diárias da Alimentação Crua e Viva - produtos classificados como SIMBIÓTICOS, uma associação de PREbióticos com PRObióticos, que em sinergia, têm efeito benéfico multiplicado, reconstituindo e reequilibrando a flora intestinal e suas importantes funções vitais de forma integrada.
 

Leia também: O que são PREBIÓTICOS?

Fonte e leitura recomendada: O Segundo Cérebro - Dr. Helion Póvoa - Editora Objetiva.

 

Confira na AGENDA sobre nossos cursos da Alimentação Crua e Viva. 
 

* Conceição Trucom é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para o bem-estar e qualidade de vida.

Reprodução permitida desde que mantida a integridade das informações, citada a autora e a fonte www.docelimao.com.br

Importante ler: De BEM com a Natureza (Alaúde), E se não houver Alimento? (Irdin).

Recomenda-se também a leitura dos livros O poder de cura do LimãoA importância da LINHAÇA na saúde e Alimentação Desintoxicante - editora Alaúde, Mente e Cérebro poderosas - editora Pensamento-Cultrix. 

 

Pesquise no site

Receba nossos boletins

Inscreva-se na Turma Doce Limão, receba gratuitamente nossos boletins e ainda ganhe a Apostila de Meditação, em formato PDF.



 
   
layout layout
 
Copyright © 2014 Doce Limão - Alimentação natural, desintoxicante, crua e viva, linhaça e muito mais por Conceição Trucom. Todos os direitos reservados.